Alegada fraude na Adega Cooperativa da Mealhada chega a julgamento

Posted by

Arquivo - Rute Melo

A antiga direção da Adega Cooperativa da Mealhada, que esteve em funções até 2006, responde em tribunal por crime de “fraude na obtenção de subsídio e subvenção”.

Esta terça-feira (25) tem lugar a segunda sessão do julgamento de um caso que remonta ao tempo em que José Carriço era presidente e José Loureiro exercia funções de secretário da direção.

O Ministério Público acusa-os de terem enganado o Estado através de uma candidatura ao IFADAP (atual Instituto de Agricultura e Pescas), apresentando uma candidatura de modernização de instalações com sobrefaturação (através de preços combinados com a empresa fornecedora das máquinas), de forma a obterem um valor superior de financiamento a fundo perdido.

Versão completa na edição impressa de 25 de outubro do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*