“VMER da Figueira da Foz é insubstituível”

Posted by

Arquivo - Gonçalo Manuel Martins

A redução da despesa dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) em 11 por cento, imposta pelo governo, levou a administração do Hospital Distrital da Figueira da Foz a equacionar alterações ao funcionamento do bloco operatório, do serviço de oncologia e da Viatura Médica de Emergência e Renimação (VMER).

Desativar a VMER do Hospital da Figueira da Foz durante o período noturno ou transferir o financiamento dos custos da viatura de emergência para outra entidade serão, ao que foi possível apurar, algumas das alternativas propostas pela administração do hospital para cumprir a redução da despesa exigida pela tutela.

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina de Emergência recusa acreditar na possibilidade de a VMER da Figueira da Foz ficar parada à noite, pelos riscos que isso implicaria para a saúde dos cidadãos.

Versão completa na edição impressa de 19 de outubro do DIÁRIO AS BEIRAS

6 Comments

  1. Só neste país… O melhor é os bombeiros também fecharem à noite! Que tal Srs da Administração do Hospital? E para poupar mais, os doentes vão a casa dos médicos em vez de irem para o Hospital…

  2. Melhor ainda seria os Srs da Administração do Hospital e os do Governo, precisarem da Vmer para eles ou familia, e ups, ta fechada…

    Ganhem vergonha na cara, um dia destes ja nao se pode viver aqui.. cambada de ladrões…

  3. Para aquilo que eles fazem…nem sei porque é que existe VMER na FFoz!!!

    Só serve para chular dinheiro aos contribuintes…

  4. Só falta o Desgoverno dizer que o nosso hospital vai fechar e passamos a ir para coimbra ou então criam uma estação de serviço na a14 e as pessoas começam a ir ao novo posto móvel , até porque já nasceram várias crianças na estrada e só graças ao imem, bombeiros e também a vmer, apanhem mas é juízo e nem que seja por 10 mnts coloquem se no lugar do simples utente.Há tanto por onde cortar mas é mais fácil matar á população tal como hitler fez.É vergonhoso e só nos países de 3 mundo isto é possível.

  5. Eu acho que ainda ninguém caíu bem na realidade da miséria a que estamos a descer… A saúde é a principal riqueza que podemos ter, sem saúde nao somos, não temos e nem podemos ser ninguém.Havendo cortes, como está anunciado, vamos passar a ter serviços com muito menos qualidade, e quem vai sofrer, são aqueles que precisam de cuidados de saúde (principlamente aqueles que precisam deles diáriamente). Será o fim para muitos seres humanos…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*