Reforma administrativa está feita num 31

Posted by

Foto de Gonçalo Manuel Martins

Sete presidentes de junta da coligação “Por Coimbra” abstiveram-se esta quinta-feira (29) em relação à criação de uma comissão para discutir a reforma administrativa no concelho.

A proposta partiu do líder da bancada, Maló de Abreu, mas não convenceu os presidentes das juntas de Taveiro, Souselas, Santa Clara, São Paulo de Frades, Torre de Vilela, Almalaguês e São Martinho de Árvore.

Todas as outras bancadas aprovaram a criação desta comissão que, para além do presidente da câmara e vereador com o pelouro das freguesias, tem um representante de cada partido e um membro da mesa da assembleia e um presidente de junta de freguesia de cada grupo.

A questão da reforma administrativa foi lançada esta semana com a publicação do Livro Verde da Reforma da Administração Local. No caso de Coimbra, o livro aponta para a redução de 10 para 8 vereadores e a diminuição do número de freguesias de 31 para o mínimo de 12.

Versão completa na edição impressa de 30 de setembro do DIÁRIO AS BEIRAS

4 Comments

  1. Vai ser lindo, vai… Já agora é uma confusão, uma vergonha, os governantes que temos à frente da maioria das Freguesias, quando esta reforma acontecer nem quero ver, vai ser um desastre total. Reclamações já agora não faltam depois vai ser ás dúzias. Mas o principal é que o cheque não falte ao final do mês….

  2. anibal assunção says:

    Anibal O porque a redução de Freguesias, se as Freguesias ja tém dificuldades em apoiarem os mais necessitados, o que será depois? QUEM SE LIXA ÉOMEXELHÃO

  3. cristina henriques says:

    Lamento a senilidade do estado que está este País!!!
    Os grandes é a história de sempreeeeeeeeeeee!
    O povo não deve nada a ninguém…. eles que vão trabalhar mensalmente por 45o eur mais ou menos….
    Eles andam a suprimir tudo e a eles próprios? o que estão a retirar???

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*