Medina Carreira dá “lição” de economia e finanças no casino

Foto Cláudia Trindade



“Quem pôs o país de pantanas como está foram os governantes. Houve uma data de mentirosos a governar. O caso da Madeira só existe porque este país chegou ao estado de abandalhamento completo. Atribuo-lhe uma importância relativa”, defendeu o antigo ministro das Finanças, Medina Carreira, terça-feira passada, nas Conversas do Casino, quando questionado por Fátima Campos Ferreira, sobre o caso madeirense. “É fruto do facto de haver eleições agora. Vamos ter muitas dificuldades”, sustentou.

Em relação à Europa o fiscalista acredita “que a zona euro vai acabar por se desagregar a médio prazo”. Medina Carreira está convencido que a Alemanha não vai ter tempo para “rebocar” uma Europa com países indisciplinados como o nosso. “Tenho impressão que não se está a caminhar para regulação. O grande problema do mundo é a decadência económica acelerada”, justificou.

Versão completa na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 22 de Setembro 2011

One Comment

  1. Já algum tempo que não lia tanta verdade junta e dita por alguém que não tem papas na língua…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*