João Ataíde explica taxa municipal para a Proteção Civil

Posted by

 

João Ataíde advoga um “amplo debate envolvendo partidos políticos, movimentos e a sociedade civil sobre a via a percorrer” sobre a forma de financiamento dos serviços municipais de Proteção Civil.

 As declarações do presidente da Câmara da Figueira da Foz (PS) são sustentadas através de nota de imprensa.

O autarca adianta que “a solução a adotar, a qual se torna imprescindível sob pena de, a médio prazo, se poder colocar em causa a sustentabilidade da prevenção de riscos e da Proteção Civil, será clara e transparente, não sendo nunca misturada ou camuflada com qualquer outro tipo de encargos ou tributos”.

Isto, “sem prejuízo de eventuais reestruturações que se entendam por necessárias neste setor e que possam implicar diminuição de encargos”.

 Recorde-se que João Ataíde disse recentemente que está a equacionar a possibilidade de lançar uma taxa municipal para financiar a Proteção Civil. Mas o líder da Concelhia do PS, João Portugal, já se manifestou contra.

Ver mais edição impressa de hoje (2).

3 Comments

  1. "FINANCIAR A PROTECÇÃO CIVIL" ?!?!?! este senhor deve estar equivocado….para que financiar um organismo o qual estão a fazer tudo para o extinguir!? Ninguem dá valor a este organismo….nem mesmo a CMFF, que continua sem lhes dar a autonomia necessaria. Tenham dó nos impostos que querem criar….e não mandem pescadas para o ar…porque todos sabemos onde vai para esse €€€€….JOBS FOR THE BOYS!

  2. Figueirense says:

    Senhor equivocado…faz favor, mais parece e com toda a razão JOBS FOR THE BOYS, não se contentavam quando tinham o Ford Maverick tiveram que comprar o TOYOTA, as moto 4 andam a passear de um lado para o outro, quem paga, quem paga o Zé, sim o Zé não é de certeza o João Ataíde.Já não chega temos nos serv.Municipalizados taxas mais taxas a agua é ao preço da Super Bock o saneamento ao preço do Monte Velho a taxa de disponibilidade ao preço da gasolina ele que se sirva dessa taxa, porque quando é para cortar a agua, é sempre aviar.

  3. fernanda marques says:

    parece que esta na moda, quando não sabem governar e as ideias nao abundam o povo que pague, assim para que servem os governantes, onde estao as medidas de gestao? gerir é aumentar os impostos e os serviços que foram (e são) criados para os boys. já ca faz falta quem governe pelo prazer de ficar conhecido como um bom governante, uma pessoa idonea, e alem de tudo com palavra. é o país que temos a todos os niveis.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*