Executivo quer denunciar o contrato do Parque Desportivo de Buarcos

Posted by
Foto Jot’Alves

 Nunca saiu do papel. No entanto, é um dos mais problemáticos, controversos e polémicos projetos da Câmara da Figueira da Foz. João Ataíde quer ditar-lhe a pena capital.

Todavia, a morte do Parque Desportivo de Buarcos (PDB) pode sair cara aos contribuintes figueirenses. É que a Somague, a quem foi adjudicado o projeto e a obra, exige uma avultada indemnização. A empreitada devia de ter sido concluída em 2004.

O presidente da câmara vai tentar negociar a rescisão do contrato, para reduzir o valor da indemnização, argumentando que a construtora não respeitou os planos de ordenamento do território. Nomeadamente, a Reserva Agrícola Nacional e a Reserva Ecológica Nacional, mas o executivo municipal da altura não está isento de responsabilidades.

Versão completa na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 20 de setembro

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*