Duas mulheres acusadas de burla bancária em balcão de Coimbra

Posted by

Foto de Gonçalo Manuel Martins

Duas mulheres começaram esta terça-feira (20) a ser julgadas no Tribunal de Coimbra por alegada burla e fraude bancária. Uma delas, Renata, – que trabalhou nas  agências do Santander Totta do Vale das Flores e do Atrium Solum em 2006 e 2007 – está indiciada de ter utilizado, em conluio com a outra arguida, Sílvia, uma conta de um cliente para movimentar dinheiro depois depositado nas contas pessoais.

Como Sílvia é filha do casal detentor da conta, terá tido acesso aos seus documentos de identificação para pedir dois créditos bancários em nome dos pais, primeiro de cerca de 15 mil euros e, poucos meses depois, de 30 mil euros. As assinaturas terão sido falsificadas. A acusação acrescenta, que no rol das ilegalidades cometidas, foi requerido ao Santander Totta um cartão de crédito que serviu também para fazer movimentos em conta alheia.

Versão completa na edição impressa de 21 de setembro do DIÁRIO AS BEIRAS

3 Comments

  1. se é kem eu penso, era bem boa

  2. Que vergonha miserável, aos pontos que uma própria filha chega de burlar os seus próprios pais. Para que é que uma mãe e um pai cria um filho….

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*