Viseu e Mangualde reúnem sobre polémica da dívida da água

As câmaras de Viseu e de Mangualde reúnem-se esta quarta-feira (17) para analisar o pagamento de uma dívida relativa ao abastecimento de água feito através de um sistema intermunicipal. A reunião foi pedida, com carácter de urgência, pela câmara de Mangualde à de Viseu.

O presidente da câmara de Viseu, Fernando Ruas, disse no início do mês aos jornalistas que o município vizinho tinha quase 250 mil euros de pagamento em atraso, além de ter ultrapassado a percentagem de água tratada a quem tem direito.

No âmbito de um sistema intermunicipal gerido por Viseu, o concelho de Nelas tem direito a 15,5 por cento da água tratada, o de Mangualde a 11,5 por cento, o de Penalva do Castelo a três por cento e a capital de distrito a 70 por cento.

Fernando Ruas garantiu que se oporá, “com todas as forças, a que eventualmente haja uma utilização de água para outros fins que possa pôr em risco o fornecimento para consumo doméstico”.

O presidente da câmara de Mangualde, João Azevedo, esclareceu no mesmo dia que o seu município devia a Viseu 234.995 euros de água, porque Nelas devia a Mangualde 349.481 euros.

Admitiu que a água da piscina da praia artificial que abriu no concelho “é da barragem”, uma situação que garante ser legal, e explicou que o aumento de consumo dos últimos meses “é igualzinho ao dos outros anos”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*