Reflexões

Luís Santarino 

FERNANDO CASTRO – O seu falecimento é um duro golpe. Um líder, um cidadão do mundo que dedicou muito do seu esforço ao auxílio e promoção dos mais desfavorecidos. Coimbra perde um dos seus melhores. Estamos todos de luto.

POLÍTICA – A política é para ser exercida por homens de bem. Homens com “H” grande, muito grande, para que nunca subsistam dúvidas quanto ao seu comprometimento com o serviço público.

POLÍTICA 1 – Pior do que a ignorância, é o mau carácter. Mas quando se juntam, a coisa fica feia, muito feia mesmo…de tal modo, que confundem a “estrada da beira, com a beira da estrada”, ou pior, a “obra-prima do mestre, com a prima do mestre-de-obras”!

POLÍTICA 2 – “Os maus só governam porque os bons estão calados”! A brincadeira acabou. No-lo exigem os cidadãos fartos de serem enganados e prejudicados.

POLÍTICA 3 – A solidariedade e a lealdade são valores de que a política padece. Não se pode trair a confiança de um amigo. Fazê-lo, é um acto ignóbil e sem perdão! Energúmeno poderá ser, eventualmente, uma boa denominação…ou não!

POLÍTICA 4 – Quando “não corre o coco” a uns “bébáguas” que por aí poluem o ambiente, fazem queixinhas.

ALBERTO JOÃO JARDIM – …”a dívida da Madeira foi necessária para resistir à esquerda”! Não há palavras nem adjectivos para definir este sujeito!

CARLOS CÉSAR – Com uma gestão equilibrada e sem demagogia, os Açores são uma referência do rigor e qualidade do trabalho realizado. Se fosse igual a AJJ, nós, os do lado de cá, estaríamos metidos num grande sarilho.

CARLOS CÉSAR 1 – É legítimo que exija ao governo da República, as mesmas verbas que vão para a Madeira, mas multiplicado pelas 9 ilhas que compõem o arquipélago. Ou há moralidade ou comem todos!

CARLOS GONÇALVES/FIGUEIRA DA FOZ – Depois de um ror de anos a “aguentar” o basquetebol da Naval, assume a responsabilidade de um novo clube. Desta vez de âmbito escolar e associativo, “ efectuar pontes entre o desporto federado e o desporto federado, mostrando que a escola pode ser, com qualidade, o local de iniciação e formação desportiva”! Que tenhas muito êxito, amigo!

ESTGOH – Escrevi que seria um disparate encerrar. O interior do País não pode ser prejudicado. Está demonstrado que a taxa empregabilidade dos alunos da escola é elevada. Quais as causas do encerramento? Será para canalizar verbas para outra escola que poderá estar com graves dificuldades financeiras? O Presidente do IPC avançou e declarou-o. Foi desautorizado pela tutela. E agora? Esperemos por novos capítulos.

AAC.oaf – Esperemos que volte ao normal e que o Gil Vicente tenha sido, só, um acidente de percurso.

VASCO LOURENÇO – …”guerras com as quais não concordo, porque é o governo que decide participar nelas, servindo-se das Forças Armadas sem lhes dar contrapartidas e antes rebuçados para quem para lá vai”. Será que queria que fosse a Associação 25 de Abril a decidir? Ao que isto chegou!

EDUCAÇÃO – Ou muito me engano, ou as escolas vão entrar num conflito de resultado imprevisível.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*