Museu do Sal da Figueira da Foz assinala quatro anos com entrada livre

Posted by

Foto de Jot' Alves

A completar quatro anos de existência esta quarta-feira (17), o Núcleo Museológico do Sal, situado em Armazéns de Lavos (Figueira da Foz), assinala a efeméride com uma panóplia de atividades com entrada grátis.

O equipamento municipal já recebeu 17.500 visitantes, desde o dia em que abriu as portas pela primeira vez. “Há sempre pessoas a chegar, a querer comprar sal ou mesmo para tirar fotografias”, afirma Sónia Pinto, responsável pelo Núcleo Museológico do Sal, ao DIÁRIO AS BEIRAS.

A inauguração da exposição de pintura “O Sal das Minhas Visões (as Feridas da Minha Existência)”, de Luiz Morgadinho, acontece hoje às 16H00 e marca o início da comemoração da efeméride.

Segue-se uma degustação de produtos gourmet associados ao salgado e à região, com a participação de Celestino Ruivo, professor na Universidade do Algarve, que faz uma apresentação de fornos solares.

Pelas 18H30, numa parceria com a Câmara Municipal de Seia, através do Cine’Eco – Festival Internacional de Cinema e Vídeo de Ambiente de Seia, decorre a reprodução de “Efeito Reciclagem”, de Sean Walsh, na salina municipal.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*