Mais uma noite de vandalismo no cemitério de Santo António dos Olivais

Posted by

Foto Luís Carregã

O cemitério dos Olivais foi, na última madrugada, alvo de mais um ato de vandalismo. Desta vez, a ação do assaltante incidiu na zona onde estão a ser levantados alguns corpos para que seja possível efetuar novos funerais.

Segundo o secretário da junta, José Murta, o responsável entrou no interior do cemitério, levando consigo uma garrafa de vinho ou aguardente. Só que, ao invés de a partir na zona do gargalo, quebrou-a na zona do corpo do recipiente de vidro.

A situação terá desgostado ao “visitante”, de tal forma que quem “pagou” foram uma jarra de uma das campas e dois vasos de vidro da sepultura vizinha. Depois, com a pressa de sair do cemitério, o autor esqueceu-se do casaco no chão, junto à garrafa partida.

Ontem de manhã, Alda Teixeira deparou-se com este cenário quando se dirigiu, mais o marido, à campa da sogra. Aliás, a jarra partida foi aquela que colocou recentemente na sepultura da sogra. “Nem queria acreditar no que estava a ver”, disse ao DIÁRIO AS BEIRAS.

Versão completa na edição impressa

6 Comments

  1. …Aliás, a jarra partida foi aquela que, HÁ pouco tempo… um jornal não deve publicar erros grosseiros….

  2. José Soares says:

    O que levará algumas pessoas a vandalizarem cemitérios, profanando lugares que deviam merecer o respeito de todos? Nos meus tempos de jovem, entrar num cemitério à noite também era um ritual, mas só para mostrar aos outros a “coragem” juvenil. Era só entrar e sair. De vandalismo, nessa época, nunca ouvimos falar. Outros tempos onde quase tudo se respeitava.

  3. Jose Henriques says:

    O Cemitério dos Olivais ficou mais “afamado”
    Segundo a notícia que acabei de ler, houve um “ assaltante irresponsável” que entrou no cemitério durante a noite dirigiu-se a uma zona onde estão a ser levantados alguns corpos para dar lugar a novos funerais. Diz-se que levava consigo uma garrafa de vinho ou de aguardente, ainda não se sabe muito bem, (facto por apurar e de total relevância), vai daí supondo-se que tenha primeiro ingerido o liquido, partiu a garrafa pelo corpo do recipiente e não pelo gargalo. Este “assaltante irresponsável ainda não conhece o vidrão dos Olivais…
    E não é que este assaltante irresponsável para além de não saber partir uma garrafa se esquece dos seus pertences (casaco), será que sofre lapsos de memória! Será que houve alguém da Junta de Freguesia se lembrou de procurar nos bolsos daquele casaco, alguns trocos para pagamento do prejuízo?!
    Depois na mesma notícia comenta-se o facto de uma visitante ter ficado chocada com o cenário apresentado e vai daí, chama os responsáveis da Junta de Freguesia para reclamar da não presença dos funcionários nos devidos locais, ou seja mesmo durante a madrugada que foi a altura do vandalismo. No entanto é compreensível que o assaltante irresponsável não tenha tido tempo de repor as jarras no sítio bem como comprar as que partiu, pois teve de sair á pressa do cemitério (será que alguém reparou na pressa que o mesmo levava?!)
    Vamos ver se consigo perceber as causas deste assaltante irresponsável que faz visitas nocturnas ao cemitério dos Olivais
    Este assaltante irresponsável certamente teve conhecimento de que iria haver lugar para novos funerais no cemitério dos Olivais, informação muito importante, mas que não chega ao conhecimento dos residentes desta freguesia. Vai daí e, desejoso de ter um lugar reservado só para ele no cemitério dos Olivais, decidiu marcar o lugar junto dos covais que estavam a ser abertos, não fosse o diabo aparecer e perder assim a oportunidade de residir no futuro naquele cemitério. Para passar o tempo de espera resolveu levar com ele uma garrafa de bebida cheia ou vazia (ainda não se sabe se de aguardente ou se de vinho) e decidiu partir a mesma comemorando não se sabe ainda bem o quê… se a morte ou a sorte….
    Quanta à visitante lamento não poder concordar com ela, pois isto de um cemitério ter os funcionários presentes em todos os locais ao mesmo tempo, ainda não é possível, existe no entanto a possibilidade de o Presidente da Junta aproveitar os fatos do carnaval que realiza todos os anos, nomeadamente as fantasias de um esqueleto ou fantasma e colocá-los nos locais onde se estejam a abrir novos covais para que assim não surjam os tais assaltantes irresponsáveis e portadores de bebidas alcoólicas.
    Na verdade estas noticias levadas a cabo pelo executivo da Junta de Freguesia dos Olivais dão vontade de “morrer” a rir, pois deviam-se de preocupar em informar os residentes vivos de quais as taxas que se pratica no referido cemitério, bem como o seu Regulamento e procedimentos a tomar para inumação de cadáveres, para já não falar nas Contas de Gerência, Planos e Orçamentos, PPI (Plano Plurianual de Investimento) (documentos que deviam estar disponíveis no sitio da internet da Junta de Freguesia – obrigatório por Lei e não estão), Actas das reuniões do executivo e mesmo da Assembleia de Freguesia para que todos com transparência tomassem conhecimento do que se faz ou que se pretende fazer naquela Junta de Freguesia, que reserva o sitio da internet para colocar posters de carnavais, festas e mais festas, quando todos vivemos com dificuldades financeiras.
    Jose Henriques

  4. Boa , José Henriques, dá-lhe no presidente que aquilo que quer é apenas vaidade…

  5. Jose Henriques says:

    Já descobriram o dono do casaco abandonado no Cemitério dos Olivais após um assalto praticado no passado fim de semana?
    Sugeria que colocassem no sitio da internet da Junta de Santo Antonio dos Olivais um comunicado, informando o eventual assaltante e dono do casaco que este seria entregue em cerimonia a marcar com a presença da comunicação social presente!
    Caso ele pretendesse efectivamente uma "nova" residência nesse cemitério, poderiam também informar no sitio da internet qual a taxa que iria pagar de acordo com a tabela aprovada em Assembleia de Freguesia no passado mês de Dezembro.
    Esta informação seria também útil para muitos dos que residem na freguesia e a desconhecem!
    Não esqueçam a cerimónia… Se possivel até com a presença do Presidente da CMC, candidato ás eleiçoes autarquicas próximas ou anteriores a 2013.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*