Ginásio Figueirense vai participar na Liga de Basquetebol só com portugueses

Arquivo

O Ginásio Clube Figueirense (GCF) anunciou hoje que vai participar na nova época da Liga de Basquetebol com uma equipa “constituída unicamente por jogadores portugueses”, por motivos de contenção de despesas.

Em comunicado, o clube da Figueira da Foz sustenta que a decisão foi “previamente articulada” com o principal patrocinador [Casino Figueira] e deriva da contenção de despesas que o Ginásio vem implementando “há mais de um ano”.

Na época passada e na atual, o orçamento disponível para o basquetebol profissional do GCF sofreu cortes de quase dois terços do valor total, caindo dos 165 mil euros para cerca de 60 mil euros atuais.

O clube sustenta que a medida “não é isolada” e exclusiva da equipa que disputa a Liga de basquetebol profissional “mas sim integrada num conjunto de reduções transversais abrangendo todas as modalidades praticadas”, diz.

“Só assim julgamos possível assegurar o futuro sem onerar o património do Clube, o qual não queremos comprometer com o aventureirismo fácil que tem conduzido alguns congéneres à insolvência e até, em casos limite, ao desaparecimento puro e simples”, justifica.

O texto lembra, a título de exemplo, o sucedido aquando da construção do pavilhão Galamba Marques, propriedade e sede do clube: após 14 anos consecutivos de participação na divisão maior do basquetebol português o Ginásio ficou “limitado” a competir na 2.ª divisão “durante vários anos, para ajudar a viabilizar a construção daquele equipamento desportivo.

“Presentemente, de forma alguma queremos abandonar o objetivo da construção da nova piscina, pelo qual lutamos há uma década, sem termos ainda conseguido a indispensável comparticipação de fundos comunitários. O pavilhão demorou 26 anos a erguer, ao fim de 10 anos de esforços não vamos seguramente desistir da Piscina”, sublinha o GCF.

One Comment

  1. José Cobr says:

    Força Ginásio. Aplaudo inteiramente a decisão sendo de louvar a postura desse centenário clube.Afinal, há que apostar no que é nosso e deixarmo-nos de loucuras.As minhas audações desportivas.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*