Presidente da câmara de Pombal suspende salário a funcionário dirigente sindical

Arquivo - Gonçalo Manuel Martins

O presidente da câmara de Pombal anunciou, esta segunda-feira (25), a decisão de suspender o pagamento do salário a um funcionário por este “não ter trabalhado um único dia para a autarquia nos últimos oito anos”.

Narciso Mota alega, em comunicado, que foram pagos desde 2003 mais de 94.000 euros ao trabalhador, além do montante relativo à comparticipação para a Caixa Geral de Aposentações, “sem que tivesse sido realizada qualquer contraprestação laboral”.

O funcionário da autarquia, Ângelo Monforte, é dirigente nacional e coordenador no distrito de Leiria do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP).

“Os outros membros da direção, que exercem funções noutros organismos, não utilizam os quatro dias a que têm direito para a sua atividade sindical e a lei permite que eu utilize esses créditos”, explicou o funcionário Ângelo Monforte à Lusa.

Para o presidente da autarquia, esse é o problema: “o sindicato tem invocado a utilização de créditos de trabalhadores pertencentes a outras entidades da administração pública para solicitar a dispensa do trabalhador Ângelo Monforte, todos os meses e de forma permanente desde o ano 2003”, pode ler-se no comunicado assinado por Narciso Mota.

16 Comments

  1. Ser sindicalista é um grande "emprego"…..É por isso que ninguém acredita nestes sindicatos e nestes dirigentes sindicais.

  2. Mais nada! Pode existir muita coisa mal nas Câmaras e não faço ideia se é bom ou mau este presidente… mas esta medida..EU APOIO!

  3. Ferreira says:

    O senhor Presidente não deve conhecer as leis sindicais qualquer dirigente sindical tem de receber na integra o seu salário enquanto dirigente sindical quer vá ou não ao trabalho, está consagrado na CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA, e está ao serviço dos trabalhadores.
    E se os comentaristas não sabem vão ler o que diz a lei.

    • A. Santos says:

      Essa é uma das razões para que Portugal esteja onde está. Receber o ordenado por inteiro duma entidade patronal sem nada fazer, não é na verdade para todos ou em qualquer país. Na Alemanha, onde durante 34 anos pertenci ao sindicato da metalúrgica e durante algum tempo sindicalista activo, só para seminários de formação e informação sindical, se tinha direito a uma ou duas semanas pagas.

    • O problema que se coloca é…e a lei é justa?

      • Zé do Telhado says:

        Mas é a lei que temos………………. e quer se goste ou não, é para cumprir. Os deputados da AR também acumulam empregos com os cargos de deputados, e ao fim de 3 mandatos têm reformas vitalícias (?), e se ainda não chegasse, recebem quando saem, porque a lei assim obriga, um subsídio de reintegração social?!!! É com estas situações que o povo devia estar preocupado e não num individuo que se sacrifica em prol das condições cada dia mais precárias dos trabalhadores. Enfim triste país que tem gente a pensar tão mesquinhamente………..

        • Vai mas é trabalhar, pá! Ando eu a esfolar-me a trabalhar para contribuir com impostos para tipos como tu andem em sindicalisses!

    • Bernardo says:

      Deves estar totalmente afastado da realidade da noticia. Provavelmente és um parasita tal como ele. 8 anos sem por os pés no trabalho? Pq está exclusivamente requisitado mensalmente para o sindicato? Ganha juizo e ve se produzes!!

      Curiosidade, tendo em conta a tua CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA (totalmente desajusta):
      Uma pessoa que clinicamente esteja com meses de vida, ou com uma doença terminal, pode matar quantas pessoas quiser e não vai preso! Sabias? Se formos fazer a mesma analise que tu. Então teriamos mtos homicidios justos e limpos em Portugal.

      Nota rodapé: Sindicatos trabalham para a rebelião de quem quer um tachito melhor. Politico.

  4. ferreira says:

    Não tem dinheiro para pagar ao dirigente sindical mas tem dinheiro para festas

  5. Este presidente gosta de fazer e impor as suas próprias leis. Até há um nome para isso…

  6. Se todos os dias se alteram leis da administração publica, que se altere esta também! Porquê o Srº sindicalista ter direito a utilizar os dias das pessoas que não os utilizam !!? Esta é a questão que serve de justificação ao Srº Presidente para não pagar salário. Ou seja, não está contra os quatro dias definidos na lei, mas sim a possibilidade e se utilizar os dias que os os outros não utilizaram…

  7. jorge jose says:

    Será que o Senhor presidente quer tapar o sol com uma peneira?
    Há, empresas municipais…mordomias…e que mais vamos criar um caso, pois assim desviamos as atenções.
    Então porque não tomou uma atitude antes

  8. ferreira says:

    Sim verdade o senhor presidente não fala nas mordomias que certas pessoas tem nas camaras mas sim no sindicalista é aparte que encomoda mais as pessoas que não se cala as injustiças.

  9. Zé do Telhado says:

    O Sr. Presidente se tivesse razão já teria instaurado um processo disciplinar ao funcionário que está a exercer a actividade sindical dentro do espírito da Lei. Este show-off que veio colocar o nome de quem se empenha e trabalha todos os dias em prol dos trabalhadores a quem são cometidas tantas injustiças e aumento da instabilidade e precariedade. Mas este sr. realmente esquece-se das suas mordomias, motorista e carro, despesas de representação quando a Câmara lhe paga as despesas contra factura/recibo, quando todos sabemos como são admitidos os funcionários às paletes (mulheres, filhos, primos, irmãos, amantes, etc.). Aliás disse o PM que tínhamos de reduzir drastivamente o nº de Câmaras que foram e são o grande problema deste país. Aliás os presidentes tornaram-se uns tiranozinhos e julgam que fazem o que querem, mas talvez isto esteja a mudar. Para alguns até seria bom irem para o olho da rua, só gastam o nosso dinheiro em proveito próprio.

  10. Sindicatos todos encarcerados já.

  11. Cândido says:

    Eu até seria de acordo que houvesse sindicatos ,á condiçâo que pagassem aos seus representantes os respectivos salários. Já nâo se viam os Sr.s Presidentes com tantas ( modormias ) como os actuais representantes oficiais dos sindicatos.
    Era bom que se visse quem tem posto o meu País neste estado .
    Os Sr.s Presidentes de Câmaras ?? Ou será os vossos sindicatos ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*