Investigadores da UA avaliam propensão dos emigrantes para o investimento

Um grupo de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) está a promover um inquérito durante o verão para avaliar a propensão dos emigrantes portugueses para investirem no setor do turismo em Portugal.

Este questionário insere-se no âmbito de um trabalho de investigação de doutoramento, a decorrer desde 2008 no Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial da UA e financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Numa altura em que o País vive uma situação económica difícil, os investigadores pretendem encontrar “formas complementares” de investimento para o setor do turismo, nomeadamente através do contributo dos emigrantes.

“Aquilo que estamos a ver é se há intenções, para o futuro, de os emigrantes regressarem ao seu local de origem e fazerem investimentos na área do turismo”, disse à agência Lusa Carlos Costa, coordenador do projeto.

Este especialista em turismo destacou as oportunidades de investimento que existem no setor, nomeadamente na área do alojamento, apontando, como exemplo, o aproveitamento das segundas habitações dos emigrantes para alugar quartos a turistas.

“Essas casas que não têm utilização durante o ano podem vir a ser utilizadas para o setor do turismo, em vez de estarmos a construir novos hotéis e pousadas”, explicou.

O investigador adiantou ainda que, desta forma, se estaria a contribuir para o desenvolvimento das regiões menos favorecidas, no interior do país, tendo em conta que a maior parte da emigração tem origem nesses locais.

Nesta altura, está a decorrer a fase de recolha de dados, através do preenchimento de um inquérito online, que deverá estar concluída até ao final de setembro.

Os investigadores asseguram que a informação fornecida será tratada confidencialmente, pelo que os resultados finais nunca identificarão diretamente os participantes.

Após a recolha dos dados seguir-se-á o respetivo tratamento e posterior apresentação das conclusões, que deverão ser obtidas a partir de abril de 2012.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*