Milhares de pessoas celebraram Ano Novo na Figueira da Foz (com fotos)

Posted by

A empresa municipal FGT brindou vários milhares de pessoas com o espetáculo de passagem “Eleven” (onze, em português), na avenida 25 de abril, Figueira da Foz.

Nem a chuva, que caiu durante cerca de um quarto de hora, a partir das 22H30, impediu que a companhia de dança Vortice e os seus convidados subissem ao palco para estrear um novo conceito de espetáculo popular.

“Eleven” juntou a dança e música contemporâneas com as clássicas, transportando o público para o universo onde se fundem os canadianos Cirque du Soleil e os catalães La Fura dels Baus.

A Vortice Dance Company, companhia de dança residente do Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, convidou os figueirenses Luís Pinto, Cristina Loureiro e o DJ Rubi para se juntarem ao espetáculo, onde Wanda Stuart também brilhou numa noite com o céu nublado.

Cerca de 50 artistas deram vida a “Eleven”. Começou às 23H00 e acabou junto à meia-noite, para dar vez à contagem decrescente de boas-vindas do novo ano e ao espetáculo de fogo-de-artifício, que durou cerca de 15 minutos.

O público apinhou-se na avenida 25 de abril e na Esplanada Silva Guimarães, para ver o espetáculo. Muitos outros poderiam ter assistido  se o palco tivesse sido instalado no cruzamento da citada artéria com o Parque das Gaivotas numa cota mais elevada.

Não obstante a chuva e os problemas técnicos que gerou, o público não arredou pé e no final do espetáculo ouviram-se críticas positivas.

A festa continuou no Bairro Novo, com animação de rua (os DJ´s animaram o palco de “Eleven” até às 06H00 e junto ao Forte de Santa Catarina um conjunto de baile atuou até cerca das 03H00). Os bares, cafés e restaurantes da zona não tiveram mãos a medir e as unidades hoteleiras encheram.

No Casino Figueira, o reveillon celebrou-se ao som de Rui Drumond, num ambiente marcado pela animação e pela elegância. Um pouco por todo o concelho, nas coletividades, restaurantes e outros espaços públicos, festejou-se a despedida de 2010 e a entrada de 2011.

As forças de segurança, os meios de socorro e o Hospital Distrital da Figueira da Foz não registaram ocorrências relevantes, apesar dos milhares de foliões que comemoravam na cidade e no resto do concelho.

“Espero que haja compreensão da comunidade em geral e dos decisores políticos em particular para que o país e a autarquia possam ultrapassar a atual conjuntura”. Estes foram os votos de João Ataíde para 2011, em declarações ao DIÁRIOAS BEIRAS.

4 Comments

  1. eu quero as fotografias que tirou á menina que estava a cuspir fogo! post as aqi!!!! é a propria que pede! bom novo ano!!!

  2. Eu quero mais fotos do espectáculo aqui!! Bom ano 2011!!

  3. Fotos maravilhosas com pessoas bem simpáticas e divertidas…
    Parabéns ao jornalista…
    Um excelente 2011

  4. Estive presente e achei que a escolha musical após a meia noite foi má. limitando-se aos djs que só tocaram house. O outro palco só tinha música pimba.
    pouca escolha musical para uma noite de passagem de ano.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*