Quer um táxi? Envie uma mensagem SMS!

Posted by

Poucos conhecem o frenesim que invade diariamente o n.º 28 na Quinta de D. João, em Coimbra. “Há mais de 20 anos que a Forum Sistemas de Informação concebe, implementa e mantém soluções informáticas de gestão para organizações que na sua atividade necessitem de sistemas inovadores e personalizados, capazes de gerar valor de forma sustentada”. Terminada a apresentação institucional, é tempo de casos práticos.

Paulo Costa Neto, diretor da Forum Sistemas de Informação, indica o desenvolvimento de cinco novos produtos e lembra a constituição, em 2008, de um spin-of que está sedeado no INESC Porto, na Faculdade de Engenharia (processnet). Além do acompanhamento dos muitos clientes na região Norte, garante a proximidade da empresa com um centro de conhecimento.

“Costumo dizer por brincadeira que fazemos I&D com um “I” pequeno e um “D” grande, e estamos a tentar fazer um “I” maior para termos menos “D”, pelo que a proximidade com instituições do sistema científico e tecnológico é fundamental”, afirma.

O INOVTAXI é um exemplo. “Estamos a construir uma plataforma que permite receber e gerir pedidos de serviço de transporte baseada em informação georreferenciada e em tempo real. Pode substituir as atuais centrais de rádio-táxi e pode ser também utilizada em emergência médica ou na logística”, afirma.

Com um telemóvel equipado com GPS, o utilizador só tem enviar uma SMS para requisitar a presença do táxi. “Vamos aumentar a qualidade na resposta e reduzir custos”, sublinha.

O sistema poderá ultrapassar fronteiras, tendo em conta que na Europa existem 950 mil táxis e em Portugal só 14 mil. “Os produtos que temos podem competir no estrangeiro e alguns deles estão à frente no tempo”, assegura.

Por outro lado, a Agenda Digital 2015 aprovada pelo Governo confirmou a validade da aposta estratégica para os próximos anos – a área da saúde é “prioritária” para a empresa – e abre excelentes perspetivas para os produtos em desenvolvimento.

Confirmando-se a vontade política, o sistema de prescrição eletrónica, a desmaterialização dos meios complementares de diagnóstico e a presença da web 2.0 na saúde, o que permitirá que o paciente seja “o centro da informação”, significam um novo patamar de crescimento para a Forum Sistemas de Informação. “São produtos que esperamos colocar no mercado em 2011 e que são claramente diferenciadores e diferenciados quer relativamente à nossa oferta, quer à oferta dos nossos concorrentes e das empresas que estão a posicionar-se”, considera.

A plataforma colaborativa para desmaterialização do processo contabilístico é outra das novidades. “Vai permitir que as PME possam digitalizar os documentos na sede e guardá-los numa plataforma remota, nossa, e que os próprios gabinetes de contabilidade acedam a essa informação sem existir troca de documentos”, referiu.

Quanto ao projeto para o Coimbra iParque, o diretor Paulo Costa Neto explica que, neste momento, após os contactos efetuados com vários gabinetes de arquitetura “temos uma short list para podermos fazer a nossa opção”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*