Prejuízos na Sertã ascendem a seis milhões de euros

Radio Condestável/Sertã

Os prejuízos causados pelo tornado de terça-feira no concelho da Sertã ascendem a seis milhões de euros, disse hoje o presidente da autarquia, José Nunes Farinha.

Segundo o autarca, “esta primeira estimativa vai ser comunicada ainda esta manhã” ao Governo Civil de Castelo Branco.

O ministro da Administração Interna, Rui Pereira, solicitou na quarta-feira que os autarcas afetados pela intempérie fizessem uma estimativa de prejuízos que pretende levar à reunião de hoje do Conselho de Ministros.

A maioria dos prejuízos calculados na Sertã diz respeito à destruição de uma fábrica de recolha e gestão de resíduos com danos que podem chegar aos três milhões de euros. O restante diz respeito a reparações nos telhados de mais de 100 habitações.

“Os telhados requerem muita mão-de-obra o que encarece as obras necessárias”, sublinhou o autarca, apontando para um valor médio entre 2.000 e 2.500 euros por casa. Ao valor estimado, “haverá ainda que subtrair o valor das casas cobertas por seguro”, situação que está a ser apurada.

Há ainda prejuízos em equipamento municipal, nomeadamente sinalização, limpeza e desobstrução de vias e espaços públicos. São “factos que estavam a passar despercebidos e que estamos a avaliar”, destacou José Farinha Nunes.

Hoje decorrem ainda trabalhos de limpeza em diversos locais, mas sem vias cortadas. A eletricidade e comunicações estão normalizadas. O tornado afetou povoações em três dos 14 freguesias do concelho: Palhais, Sertã (sede de concelho) e Troviscal.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*