Pombalense passa Natal a pedalar

Cerca de 13 mil quilómetros percorridos e cinco meses após ter iniciado no Canadá uma viagem de bicicleta que o levará ao sul da Argentina, o pombalense Idílio Freire prepara-se agora para passar o Natal a pedalar na Guatemala.

O aventureiro de 44 anos partiu de bicicleta no dia 24 de julho, de Inuvik (Canadá), com o objetivo de percorrer 15 países do continente americano e alcançar o sul da Argentina no final do próximo ano.

Com o Canadá, os Estados Unidos e o México para trás, Idílio leva no currículo vários pneus, raios e correntes substituídos, “mas tudo dentro do previsível”, e continua a sentir-se muito bem física e mentalmente, disse à agência Lusa.

Numa altura em que muitas pessoas pensam já na consoada Idílio, que há três dias entrou na Guatemala, contou que não faz ideia de como será o seu Natal e que este tem sido o “último dos seus pensamentos”.

“Talvez aproveite para subir a um vulcão da Guatemala, talvez aproveite para dar algum presente a quem realmente necessita e o valorize, que é o que não falta aqui”, referiu garantindo que este será para si um “Natal inesquecível”.

Um pouco ao contrário dos primeiros passos, documentados no seu blog (www.bacalhaudebicicletacomtodos.blogspot.com), os últimos relatos parecem refletir uma viagem menos solitária.

À Lusa, Idílio referiu que não tem andado mais depressa porque desde o México que sente “um apelo, uma curiosidade e uma atração muito maior pelas pessoas, pela vida nas cidades”, não escondendo uma admiração por San Cristobal de las Casas, um município do estado do Chiapas.

Nas últimas semanas pedalou acompanhado por outro aventureiro, que entretanto terminou a sua façanha, e a quem comprou o atrelado de bicicleta, e ao qual se adaptou bem.

A passagem de ano é outra data que não preocupa este viajante. “Vou esperar que esteja uma noite limpa, olhar as estrelas e viajar no tempo e no espaço”, disse, adiantando que como nunca sabe o que lhe vai suceder nos cinco minutos seguintes, até pode acabar a dobrar o ano “numa qualquer festa com guatemaltecos simpáticos e animados”.

Com mais certeza, Idílio Freire quer no final de 2011 chegar a Ushuaia, no sul da Argentina, “são e salvo” e montado na bicicleta e abraçar os seus familiares e amigos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*