Não há quem queira ver olhos no SNS

Posted by

A ARSCentro abriu um concurso, em setembro de 2010, para colocar um técnico de ortóptica no Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Mondego I. Ninguém concorreu. E o concurso teve de ser fechado, em novembro, com publicação em Diário da República e tudo.

Em concreto, a Administração Regional de Saúde pretendia preencher um posto de trabalho, destinado a técnicos de diagnóstico e terapêutica, área de ortóptica.

O DIÁRIO AS BEIRAS, sabe que o concurso foi aberto especificamente para a contratação, para os quadros, de um técnico de ortóptica que já trabalhava com os centros de saúde do ACES Baixo Mondego I. Só que, entretanto, o referido profissional desinteressou-se do lugar, alegadamente por ter garantido uma oportunidade melhor, em Lisboa.

Ao DIÁRIO AS BEIRAS, uma fonte da ARSCentro confirmou a situação e admitiu que o concurso acabou por ficar deserto.

Diferente é a opinião dos profissionais da área, que acusam as unidades de saúde públicas de abrir poucos concursos para ortoptistas, “empurrando-os” para trabalhos em empresas óticas (por sinal, bem remunerados).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*