Liga de Castelo Branco quer complexo social

Posted by

A construção de um complexo social em Castelo Branco para acolher militares e familiares das Forças Armadas, foi defendida por Guardado Moreira, provedor da Santa Casa da Misericórdia, durante a cerimónia da comemoração do 87.º aniversário do Núcleo da Liga dos Combatentes local.

O também associado da Liga dos Combatentes apontou as antigas instalações da messe de oficiais e sargentos como o local ideal para aquela infraestrutura.

Por sua vez, Carlos Oliveira, presidente do Núcleo de Castelo Branco da Liga dos Combatentes, manifestou-se satisfeito por mais um aniversário, numa altura em que a instituição com mais de 700 associados, atravessa um dos melhores momentos da sua história.

As comemorações iniciaram-se com a deposição de uma coroa de flores no talhão do combatente no cemitério de Castelo Branco, seguindo-se uma missa na Sé Catedral. O almoço contou com o presidente da Liga dos Combatentes, entidades e antigos militares.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*