Hotéis da Figueira da Foz quase esgotados para receber 2011

Posted by

Passagem de ano é sinónimo de animação e de uma enchente de pessoas nas ruas. A Figueira da Foz prepara-se já para receber a (esperada) multidão que, todos os anos, tem vindo a escolher a cidade à beira-mar para celebrar o fim de mais um ano. Este ano, porém, o sabor será ainda mais especial, uma vez que se deixa para trás um ciclo de 10 anos.

A urgência de contenção financeira da autarquia figueirense, aliada à necessidade de um novo modelo de animação, alteraram os moldes da festa. A rua continua, no entanto, a ser o palco privilegiado para receber o novo ano. Pela avenida 25 de Abril, a partir das 23H00, unem-se a música, a dança e as acrobacias.

“Eleven” é o nome do espetáculo que junta a companhia residente do Centro de Artes e Espetáculos, Vórtice.Dance, Luís Pinto, Cristina Loureiro, Rubi e Wanda Stuart. Criado pela Vórtice.Dance, é uma estreia absoluta, onde participam, entre artistas e figurantes, cerca de meia centena de pessoas. A festa acaba já em 2011, com o tradicional fogo de artifício e com Dj´s a assegurarem a animação noite dentro.

A aposta, que abrange pessoas dos oito aos 80 anos, lembra Pedro Malta, é completamente diferente das dos últimos anos, frisa ainda. “Esperamos que seja uma noite com muita gente e que o espetáculo inovador corresponda às nossas expetativas”, diz o administrador da Figueira Grande Turismo. Pedro Malta afiança até que esta pode ser “a passagem de ano do Centro”.

Muita gente nas ruas é também sinónimo de hotéis lotados. A procura dispara e as programações diversificadas e as ofertas especiais surgem por toda a parte. E, este ano, parece que nem a crise pode afetar a festa. A exemplo de anos anteriores, a grande maioria das unidades hoteleiras contactadas espera não ter uma única cama vaga na passagem de ano.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*