ACIC defende propostas em Lisboa

Posted by

A ACIC vai propor, de novo, na segunda feira na Comissão de Economia, que o comércio deve manter-se fechado ao domingo, com exceção de alguns períodos especiais ao longo do ano. E, ainda, que os estabelecimentos comerciais que decidam abrir, em horário livre, ao domingo, paguem uma determinada taxa que deverá ser investida na revitalização dos centros urbanos.

Estas e outras propostas serão apresentadas por Paulo Mendes, presidente da ACIC, na audiência marcada para segunda-feira a pedido do Grupo de Trabalho – Comércio e Serviços, na Assembleia da República.

“Esta audiência é o sinal de que nos querem ouvir, uma vez mais, em relação a uma série de assuntos considerados fundamentais para as diversas associações comerciais e industriais”, reconhece Paulo Mendes em declaração ao DIÁRIO AS BEIRAS, adiantando que “tal decisão pode querer dizer que haverá ainda algumas questões a rever”.

Criado no seio da Comissão de Assuntos Económicos, Inovação e Energia, o Grupo de Trabalho – Comércio e Serviços deliberou ouvir um conjunto de entidades, entre as quais as associações de comércio tradicional e indústria, a nível regional.

2 Comments

  1. O Sr. Paulo Mendes devia estar um pouco mais preocupado com a sua casa, dado que os trabalhadores do seu departamento de formação profissional (muitos dos quais falsos recibos verdes) têm os ordenados em atraso e já não pagam a formadores há bem mais que um ano, pese embora os milhões que têm recebido dos fundos estruturais da UE através do QREN.

  2. João Cardoso says:

    Mas ouvi dizer que pagaram a um tipo que lhes deu formação só porque fazia parte do clube (O Lino Romão); é verdade?!?

    Esses gajos fazem todos parte da mesma seita. Anda aqui o zé povinho a pagar impostos para essa maltinha.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*