Um milhão de passivo do U. Coimbra abatido graças à câmara

Indiretamente, quando o projeto da Arregaça se concretizar, o valor abatido na dívida do União será de quase um milhão de euros, isto só graças à Câmara Municipal de Coimbra.

Vejamos: só no último ano, a câmara doou ao clube, por troca com a Arregaça, um terreno junto ao campo, onde foi construído um parque de estacionamento – que, segundo Carlos Félix, revelou na AG de segunda-feira, rendeu “cerca de 700 mil euros” – e, agora, prepara-se para voltar a dar a Arregaça ao clube, para que este faça o negócio com o investidor. Desta transação virão entre 250 a 300 mil euros.

Contas feitas, é já quase um milhão de euros o valor que a câmara ajudou o União a recolher, para abater as dívidas. Ou seja, na prática, a autarquia ajudou o clube a suportar quase a totalidade do buraco financeiro conhecido nas contas do clube.

Recorde-se que o exercício financeiro entre 2003 e 2008 não está disponível. O clube tem as contas organizadas e assim terá de continuar, para que o apoio municipal se mantenha. É uma das condições do executivo de Carlos Encarnação para dar as contrapartidas – construção de um campo de futebol de 11, de relva sintética, com bancadas, balneários, iluminação, etc; conceder apoios financeiros ao clube e autorizar a utilização do Estádio Municipal Sérgio Conceição, na época 2011/2012, aos seniores do clube. A câmara quer ainda ter acesso aos balancetes mensais do clube, para acompanhar as contas e ter direito a utilizar os campos de sete e de 11, e o pavilhão do clube para atividades municipais.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*