Turismo e indústria são apostas para o futuro de Lavos

Posted by

Naquela que foi considerada uma reunião preliminar de um circuito que irá ser levado a cabo por todas as freguesias do concelho, António Rochette esteve em Lavos, ontem (9), explanando sobre o futuro daquela freguesia. A iniciativa inseriu-se no “3. º Festival de Enguias”, a decorrer em Armazéns de Lavos.

Segundo o professor da Universidade de Coimbra, o caminho para o desenvolvimento de Lavos atravessa o turismo e as novas indústrias. A construção de um centro de investigação e a recuperação do Moinho das Marés, para o qual já estão a ser procuradas soluções de financiamento, são algumas das apostas em destaque. Bem como a implantação de novas indústrias, como a aquacultura, que aproveitem as potencialidades da região. Sem esquecer o aproveitamento do Núcleo Museológico do Sal onde, aliás, decorreu a conferência.

Ver mais na edição de amanhã (11) do DIÁRIO AS BEIRAS.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*