Traineira naufragada na Figueira da Foz foi removida para a praia

A traineira naufragada a semana passada na Figueira da Foz foi hoje (5) removida para a praia do Cabedelinho com o auxílio de duas máquinas pesadas e meios da empresa de salvamento marítimo.

A embarcação mantinha-se afundada a cerca de 150 metros da praia, entre um dos molhes interiores do rio e o molhe sul do porto da Figueira da Foz e foi removida para junto do areal, no pico da preia-mar.

“Foi uma operação bem planeada e executada com sucesso. A traineira está exatamente onde estava previsto estar”, disse o comandante do Porto, Malaquias Domingues.

Ao final da manhã os mergulhadores da empresa AmoraSub prenderam dois cabos, com 200 metros de comprimento cada, ao veio da hélice da traineira e, na outra extremidade, na praia, nos ‘braços’ de duas máquinas retroescavadoras.

A embarcação foi posta a flutuar com o auxílio de balões de ar e depois puxada para terra, operação que durou cerca de uma hora e ficou concluída pelas 14H30.

A traineira “Vila de Buarcos” está agora à superfície, na orla marítima, assente na areia, com cerca de um metro de água na proa e três na popa.

Segundo o comandante do porto, na baixa mar “deverá ficar quase completamente a seco”.

A embarcação apresenta-se bastante danificada – sem mastros e cabine de pilotagem – e com vários danos visíveis, por ação do mar e das correntes marítimas, na zona do convés, constatou a Lusa no local.

De acordo com Malaquias Domingues a embarcação deverá ser desmantelada no local, com recurso a uma empresa especializada, após serem cumpridas as peritagens e outros procedimentos legais.

Propriedade da cooperativa Dádiva do Mar, oriunda da freguesia de Buarcos, a traineira de 27 metros naufragou ao início da madrugada de 26 de outubro, com 17 pescadores a bordo, salvos por outras embarcações.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*