Peregrinação em agenda

Posted by

Fernão Mendes Pinto e a sua obra Peregrinação” estão agora em agenda e, brevemente, em moeda. Com a biblioteca municipal de Montemor-o-Velho repleta para conhecer a agenda, alguns aspetos da publicação foram dados a conhecer.

Realçando que Fernão Mendes Pinto se “mantém vivo ao longo dos séculos e com muita vitalidade”, Ana Paula Laborinho, do Instituto Camões, deu a conhecer o projeto da agenda. “Algo irreverente” e onde os desenhos do arquiteto Carlos Barreiros “ilustram de uma forma intemporal a vida do autor, sublinhou Ana Paula Laborinho. Para esta responsável do Instituto Camões há na agenda desenhos em que Fernão Mendes Pinto surge quase como um 007 ou até com vários anos “mostrando, desta forma, a importância da visão para o autor”. Os desenhos, disse, “acrescentam sentido à obra” sendo que cada um é “o desdobramento do significado da “Peregrinação”.

Aliás, com esta agenda, e de acordo com Ana Paula Laborinho é possível “desmistificar um pouco esta obra”.

Sendo uma obra “tão poderosa que até divide os críticos”, a obra de Fernão Mendes Pinto, que apenas foi publicada 30 anos após a sua morte, está editada em vários países.

Sem esquecer o legado “importante em todo o mundo ocidental”, José Toscano, da Imprensa Nacional Casa da Moeda. Porque as celebrações “não terminam aqui, será ainda lançada uma moeda”.

Moeda essa que terá o valor de euros, afirmou na sessão Luís Leal, presidente da Câmara de Montemor-o-Velho.

Até 2011 haverá diversas celebrações dos 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto e o autarca não esqueceu o que já foi desenvolvido até aqui.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*