Parece que o novo IC3 vai mesmo avançar

Posted by

Os autarcas da Comunidade Intermunicipal do Pinhal Interior Norte (CIMPIN) estão de pé atrás quanto à construção do novo traçado do IC3 (entre Tomar e Coimbra) e requalificação do IC8. As dúvidas colocam-se sobre a existência ou não de financiamento do Estado central para a obra.

Por outro lado, o consórcio construtor – Ascendi – deu um sinal de otimismo ao avançar com o aviso de “condicionamentos de tráfego”.

De acordo com uma fonte da empresa responsável pela empreitada, estas limitações têm a ver, por agora, com a supressão de bermas em diversos locais da área da subconcessão, mas também com pontos bem sinalizados onde o trânsito se processará de forma alternada.

2 Comments

  1. Parece apenas, mas para que o avanço venha a ser realidade no lanço Condeixa-Coimbra, a ASCENDI terá de respeitar a solução 1, a que prevê túneis no atravessamento da freguesia de Ceira, pois: 1. foi a que mereceu parecer favorável no âmbito do processo de Estudo de Impacte Ambiental;2. Foi a única posta a concurso e que serviu de base à adjudicação 3. foi reaprovada recentemente por unanimidade pela Assembleia de Freguesia de Ceira e pela Câmara Municipal de Coimbra.
    E se assim não fôr e rapidamente, creiam Senhores Responsáveis, da ASCENDI e da Estradas de Portugal e também Senhores autarcas da CIMPIN, que, julgamos não terem avaliado correctamente a situação de quem aceitou as Vossas propostas e que só pensam nas Vossas soluções com desprezo dos fundamentos da luta pela legalidade e transparência movida pelas populações lesadas e que apelidaram de "coveiros" e de donos de "quintinhas" , no actual enquadramento acabará por vencer a opinião do Senhor Presidente da BRISA, não por acaso, pessoa com conhecimentos profundos sobre o efeito da acção da ASCENDI, e que na entrevista publicada no Caderno de Economia do Semanário Expresso do passado sábado, dia 27, fez saber: “O conjunto de estradas que hoje temos é suficiente para servir o país. Provavelmente será necessário algum investimento na melhoria de algumas dessas estradas."
    Aguardemos com expectativa

  2. Luis sa carneiro says:

    Nao sou contra o desenvolvimento, principalmente na regiao em questao, mas em tempo de crise, e que se lembram de fazer obras!??
    So mesmo em Portugal

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*