Festival de Enguias leva milhares de comensais a Armazéns de Lavos

Posted by

Foto de Jot´ Alves

Começou hoje, 6, o “3.º Festival de Enguias All Lavos”, em Armazéns de Lavos, Figueira da Foz. Prolonga-se até ao próximo dia 14.

O evento, organizado pela restauração local com o apoio da autarquia lavoense, junta aquela especialidade gastronómica, a etnografia e a animação.

Esta manhã, foi recriado o mercado à moda antiga, com leilão de enguias. E encontra-se patente ao público a réplica de uma salina tradicional.

Segundo Carlos Sousa, da organização, o certame tem registado um aumento da procura, todos os anos.

“Vários milhares de pessoas” têm rumado aos três restaurantes do Largo de Armazéns de Lavos, durante o festival. “Vêm de toda a região Centro e de vários pontos do país”, afirmou aos jornalistas.

A enguia é a especialidade da restauração local, mas é durante o referido evento que mais forasteiros procuram a citada localidade da freguesia de Lavos.

Carlos Sousa garante que “o festival é para continuar”. E acrescentou que o certame “não combina” com a Figueira Gastronómica- conjunto de seis eventos realizados na restauração do concelho, ao longo do ano.

“Esta é uma festa da freguesia de Lavos, não é uma festa do concelho”, justificou o empresário.

Por sua vez, o presidente da Junta de Lavos defendeu a criação de rotas turísticas em torno do património natural, histórico e arquitetónico da margem Sul do concelho.

Por outro lado, José Elísio propôs que a revisão do Plano Diretor Municipal contemple a construção de casas de madeira, em Armazéns de Lavos, “para serem utilizadas como espaços gastronómicos e postos de venda de artesanato e de informação turística”.

Até há quatro décadas, realizava-se em Armazéns de Lavos o leilão de enguias, criadas nos tanques das salinas, e a venda de sal e de limo.

A instalação do Núcleo Museológico do Sal e Salina Municipal do Corredor da Cobra conferiu-lhe o estatuto de localidade com interesse turístico. Afirmou-a ainda como um centro pedagógico do salgado tradicional.

No âmbito do “3.º Festival de Enguias All Lavos”, a Junta de Lavos convidou António Rochette, professor da Universidade de Coimbra, para falar sobre o futuro e as perspetivas de desenvolvimento da freguesia.

A conferência realiza-se na terça, 9, no Núcleo Museológico do Sal, pelas 18H00.

A propósito de sal, o programa do certame gastronómico tem, também, por finalidade promover a zona salgada de Lavos. Inclui visitas à referida extensão do Museu Municipal Santos Rocha.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*