Agressão a comandante da GNR de Miranda do Corvo

O homem que agrediu, sábado de madrugada, dia 13, o comandante do posto da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Miranda do Corvo estava em liberdade condicional, pelo que foi aberto um inquérito ao caso, disse fonte da GNR.

“O processo passou a inquérito porque o indivíduo estava em liberdade condicional”, disse a fonte à agência Lusa.

O incidente ocorreu cerca das 04H28, quando uma patrulha se deslocou a um estabelecimento de diversão noturna onde se tinham registado desacatos.

No local, um homem identificado pela GNR ameaçou e injuriou o comandante do posto, tendo sido detido e levado para a esquadra, onde acabaram por ocorrer as agressões.

A fonte acrescentou que o detido já tinha antecedentes por agressão a outros elementos das autoridades e que acabou por ser ontem de manhã transportado para o tribunal de turno de Coimbra.

One Comment

  1. Marco Ferreira says:

    O resultado deste processo vai ser comos outros anteriores… uma coima simbolica de 150€ e um pedido de desculpas formal.. VERGONHA! neste país os criminosos vingam e passam impunes

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*