Uma escola “muito à frente”

Posted by

Montemor-o-Velho foi um dos concelhos que recebeu as celebrações dos 100 anos da República com a inauguração de um espaço escolar. O Centro Educativo de Montemor-o-Velho – Campus Escolar Jorge de Montemor foi inaugurado numa cerimónia que contou com a presença de Paulo Campos, secretário de estado adjunto das Obras Públicas e das Comunicações.

O governante gostou do que viu e utilizou as palavras de uma das várias crianças presente na sessão para o afirmar: “esta é uma escola muito à frente”. Paulo Campos gostou das “excelentes condições” que a escola apresenta e lembrou que a educação “é o pilar do desenvolvimento”. Por isso, para o secretário de Estado “não há progresso sem educação”. Salientando que todos saem beneficiados com melhores escolas, Paulo Campos recuou 100 anos e recordou que em 1910 havia apenas 32 escolas em todo o país, com um total de oito mil alunos inscritos, e “75 por cento da população portuguesa era analfabeta”. Por isso, a escolha de inaugurar escolas no dia em que se assinala a implantação da República “é uma homenagem ao ensino em Portugal que, no seu todo, se tem vindo a desenvolver”.

Escola de futuro

Para Isabel Verão, presidente do agrupamento de escolas Jorge de Montemor, o dia de ontem foi importante, já que há novas e melhores condições, contudo, é importante não esquecer “que os resultados escolares dependem cada vez mais do trabalho individual dos alunos”.

Porque com estas condições “os alunos vão conseguir” dar mais um passo no desenvolvimento do concelho, Luís Leal, presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, destacou que esta é uma escola do presente “projetada para o futuro”. A educação no concelho “é um trabalho de três décadas, de dedicação e afeto”, sublinhou o autarca.

Recorde-se que o Centro Educativo de Montemor-o-Velho – 1.º Ciclo do Ensino Básico e jardim-de-infância – integra o Campus Escolar Jorge de Montemor, representando um investimento da autarquia montemorense de cerca de 2,2 milhões de euros.

Ao todo, a infraestrutura tem a capacidade para receber 1.300 alunos, do pré-escolar ao ensino secundário, e representa um forte aposta concelhia na educação e na melhoria das condições de ensino, favorecendo a cidadania e reforçando as bases para uma aprendizagem moderna e preparada para os novos desafios.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*