Cortes em verbas de IPSS angustiam primeira dama

Maria Cavaco Silva espera que o governo recue na intenção de acabar com a restituição do IVA às instituições particulares de solidariedade social (IPSS), medida prevista no Orçamento do Estado para 2011.

“É um problema que me anda a baralhar a cabeça com grande angústia”, disse ontem aos jornalistas a primeira dama que, nos que nos últimos dias, tem recebido “muitas queixas” de instituições de solidariedade. Em causa – advertiu –, estão várias IPSS recentes que poderão ser prejudicadas se se confirmar a intenção do governo. “Se isto for para a frente, muitas instituições poderão ter de parar as obras e os serviços que têm curso”. “Espero que seja um boato falso”, asseverou.

Maria Cavaco Silva falava aos jornalistas após uma visita ao Centro de Atividades Ocupacionais da Associação Integrar, na Quinta dos Olivais. Minutos antes, Jorge Alves tinha lamentado a medida do governo. Para a associação a que preside, a restituição do IVA traduziu-se este ano em “mil e poucos euros”. “Não é muito, mas dá sempre jeito”, frisou.

A primeira dama enalteceu o trabalho da quinta. “Normalmente e, nas instituições não se respira ar livre e esta ideia, além de muito inteligente, talvez seja também inovadora”.

O projeto – recorde-se – nasceu em 2004. Nessa altura, o Instituto de Reinserção Social cedeu o espaço, nos Olivais, e a Integrar avançou com cursos de formação nas áreas de jardinagem, horticultura e floricultura, transformando uma quinta coberta de silvas num espaço privilegiado no coração dos Olivais.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*