Assaltos na Baixa de Coimbra estão de regresso

Posted by

Cinco estabelecimentos comerciais da Baixa foram assaltados na última madrugada. Em dois dos casos, o furto acabou por não ser consumado por razões diversas.

No que diz respeito à “Sapataria Angel”, em plena Rua Eduardo Coelho (antiga Rua dos Sapateiros), o vidro da montra terá sido quebrado por volta das 06H00, tendo a vizinha ouvido o barulho e chamado a PSP. Ao abeirar-se da janela, ainda viu o assaltante a tentar entrar dentro do estabelecimento, tendo-lhe dito algumas palavras que acabaram por gorar a tentativa de assalto.

Também na Rua Eduardo Coelho, mas nas “Modas Veiga”, alguém terá tentado subir ao primeiro piso para entrar na loja. Mas a cedência de uma das placas, que acabou por provocar ferimentos no assaltante, levou a que o furto tivesse ficado para outra altura.

Em frente, menos sorte teve o proprietário da loja “Choro do Bebé”. A escalada ao andar superior, através da grade, correu a contento, tendo o(s) assaltante(s) entrado no estabelecimento de roupa infantil e remexido nos artigos, em busca, talvez, de dinheiro ou produto que pudesse usar para venda. O que é certo é que algumas das peças de roupa tinham sangue do desconhecido visitante.

Material esquecido

A Sapataria Pessoa, na Rua das Padeiras, foi outra das visadas. A grade não impediu que o assalto fosse consumado. A caixa de ferramentas com o material usado para concretizar a entrada foi deixada numa das entradas da loja “Decorações Zédibel”, embrulhada numa peça de roupa com amostras de sangue.

No Largo do Paço do Conde, em frente ao recém-fechado “Saúl Morgado”, o proprietário das Modas Bagui foi confrontado de manhã cedo com o furto. Este terá sido o assalto mais bem sucedido da madrugada, pois o buraco feito no vidro da montra permitiu a entrada na loja. Já no interior do estabelecimento, segundo o proprietário, levaram “blusões, camisas, calças e cachecóis”, que o levou a questionar: “afinal, para que é que serve o sistema de videovigilância?”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*