Voluntários de Góis e Penacova garantiram financiamentos

Posted by

 

Foto de Luís Carregã

Aproveitando 70 por cento de financiamento comunitário, 23 corporações de bombeiros voluntários de vários pontos do país vão construir novos quartéis. Os respectivos contratos foram ontem assinados nas instalações do Ministério da Administração Interna (MAI), em Lisboa, contemplando ainda a aquisição de oito viaturas de combate a incêndios em zonas protegidas.

Mesmo contando com o dinheiro recebido no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), as diversas instituições envolvidas ainda terão de angariar cerca de nove milhões, de um total de 35 milhões de euros.

No distrito de Coimbra foram contempladas duas associações humanitárias: os bombeiros Voluntários de Penacova, cujo projeto aponta para a alteração e ampliação do quartel atual, num investimento que ronda os 363 mil euros, e a 4.ª secção dos Voluntários de Góis, visando a transformação e conclusão do edifício de Alvares. Neste caso a verba a investir é de 164 mil euros.

Na cerimónia de ontem, foi também firmado um contrato para aquisição de oito viaturas de combate a incêndios em Parques Naturais e Áreas Protegidas.

Com a assinatura destes 25 contratos, ascende a 110 milhões de euros o investimento total apoiado pelo MAI no âmbito do QREN ao longo dos dois últimos anos. Mais de metade são investimentos de associações humanitárias de bombeiros voluntários e municipais.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*