Recolha de lixo e transportes afetados pela greve em Coimbra

A recolha do lixo e os transportes públicos eram hoje de manhã em Coimbra os setores onde eram mais visíveis os efeitos da greve convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL), segundo fonte sindical.

De acordo com José Pimenta, da direção regional de Coimbra do STAL, a paralisação nos serviços de recolha do lixo foi total no turno iniciado às 00H00.

Já nos transportes municipalizados urbanos de Coimbra, a adesão à greve do STAL situou-se nos 90%, segundo o mesmo dirigente sindical.

Entretanto, no setor do lixo, já de manhã, “saíram três ou quatro carros” para a recolha, o que “não vai colmatar a falta” provocada pelos grevistas, adiantou José Pimenta.

Este dirigente adiantou que, cerca das 09H00 de hoje, a adesão nos serviços de higiene era da ordem dos 70%.

Com a paralisação de hoje, o STAL reivindica a progressão profissional sempre que o trabalhadores tenha a classificação de “Bom” durante cinco anos, a integração dos contratados e a unificação dos horários de trabalho.

One Comment

  1. Coimbra não seria a mesma cidade se os transportes públicos não fizessem greve de 4 em 4 meses.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*