Rapsódia em verde no Jardim Botânico de Coimbra

Posted by

Pensada há algum tempo, a Associação dos Amigos do Jardim Botânico de Coimbra saiu agora do papel para se empenhar numa tarefa com objectivo certo: promover a conservação e dar a conhecer a cada vez mais pessoas o espaço verde magnífico que há dois séculos marca a cidade.

Agora, para celebrar a nova “temporada” que Setembro abre, mas também para dar a conhecer a todos os interessados a criação da Associação dos Amigos do Botânico, está a organizar-se uma jornada festiva a que se chamou “Rapsódia em verde”. Agendada para 11 de Setembro, sábado próximo, numa data a recordar coisas tristes, mas a que é necessário contrapor a “celebração da vida”.

Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, Judite Maia, enfermeira de profissão, e Cristina Tavares, coordenadora do Serviço Educativo do Botânico, duas activistas empenhadas na defesa e divulgação do espaço verde, a intenção é “alargar o mais possível o conhecimento e a relação de proximidade e afectividade que muitos, mesmo fora de Coimbra, mantêm com o Jardim Botânico”.

Por essa razão, as duas responsáveis fazem questão de afirmar a intenção de levar o conhecimento e a actividade da Associação dos Amigos do Jardim Botânico muito para lá de Coimbra, alargando-se a toda a região Centro e mesmo ao resto do país.

Entre o objectivos já estipulados pela nova entidade, destaque para a promoção de uma “maior ligação à comunidade”, mas também “o trabalho voluntário”, como sublinhou Judite Maia.

Fitodiversidade e beleza

Com um programa praticamente estabelecido, “Rapsódia em verde” irá concretizar-se em múltiplas actividades formativas, educativas, culturais, artísticas e de puro lazer. E para isso, a Associação dos Amigos do Jardim Botânico conta com o apoio de diversas entidades públicas e privadas.

A abrir o programa, logo a partir das 10H00 estará aberta nas estufas a exposição “Fitodiversidade e beleza”, que terá o custo de dois euros por pessoa. Meia hora depois, lugar a um programa de animação, no terraço do portão dos Arcos, a integrar a apresentação do Grupo Regional de Danças e Cantares do Mondego, Fala, Coimbra, e ainda uma mostra de pintura organizada pela Associação Magenta, da Figueira da Foz.

Seguem-se, para decorrerem ao longo do dia, as visitas guiadas “Sentido a natureza” – esta integrada nas comemorações dos 20 anos do Gabinete de Apoio a Estudantes com Deficiência da Universidade de Coimbra – e “A volta ao mundo botânico em 80 minutos” (com marcação prévia e a custar dois euros por pessoa).

Entre as 11H00 e as 15H00, lugar ainda ao workshop “Orquídeas em Setembro” (três euros/pessoa, com marcação prévia). Às 15H30, a Camaleão apresenta, no terraço da figueira, “Contos no jardim”.

As marcações devem fazer-se para o Gabinete do Jardim Botânico, através dos telefones 239 855 233/239 855 210 ou do fax 239 855 211. Informações em www.uc.pt/jardimbotanico.

One Comment

  1. Ana Correia says:

    Preso muito em saber que o Jardim Botânico tem gente interessada na sua conservação e que já existe uma ssociação dos amigos, à qual gostaria de pertencer.
    São muitas recordações, só qs lembro as boas. Força, mostrem esse Jardim, não o deixem perder. Fiquei tristíssima qd cheguei à porta num domingo e, espanto, estava fechado. Acho que já não é assim.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*