Passos Coelho critica Governo PS

Posted by

O presidente do PSD, Passos Coelho, esteve ontem à tarde no “Pontal das Beiras”, nas Caldas de S. Paulo, tendo criticado duramente o governo socialista.

Na festa social-democrata de Oliveira do Hospital, junto ao Rio Alva, em Oliveira do Hospital, o líder laranja avisou José Sócrates, para não pensar que “nos vai ter como muleta”.

Considerou que a diminuição nas deduções no IRS são o “maior ataque de que há memória à classe média” e que “não vale a pena vir com a desculpa da justiça”, reafirmando que o PSD só votará o próximo Orçamento de Estado, se não houver mais impostos para os portugueses.

O desemprego foi outro dos temas fortes. “É preciso recuar ao tempo do antigo regime e do dr. Salazar, para pensar num nível de desemprego tão forte como o que nós estamos hoje a viver”, afirma Passos Coelho.

Lembrou que os “mais antigos se recordaram que nessa época teve de emigrar, para um encontrar um emprego que não conseguia no seu país… é assim que estamos hoje outra vez”.

No meio do discurso, o presidente do PSD apelou ainda à união dentro do partido em Oliveira do Hospital, tendo em conta as “guerras” internas que têm existido nos últimos anos.

Também Sandra Fidalgo, presidente da comissão política de secção do PSD oliveirense, pediu que o partido se una no concelho.

Aproveitou ainda para deixar algumas críticas à actual governação socialista na autarquia oliveirense. Recordou que o concelho “possui hoje em dia uma taxa de desemprego muito acima da média nacional”.

Em relação às acessibilidades – uma bandeira do PS na campanha eleitoral – a líder laranja disse que são “mais uma das promessas adiadas” e que “afinal o IC6, com eles, não é uma realidade”, fazendo alusão ao slogan socialista.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*