Grão-duque do Luxemburgo rendido à história da cidade

Foto Gonçalo Manuel Martins

O presidente da Câmara de Coimbra disse ontem que o Luxemburgo é “um exemplo de boa aceitação” de emigrantes. “É um país com ideias de Europa, acolhedor, ao contrário daquilo que sucede noutros países”, disse o autarca, numa alusão à medida levada a cabo pelo governo francês de deportar ciganos romenos e búlgaros.

Carlos Encarnação falava aos jornalistas após a visita do casal-ducal ao Panteão Nacional e da recepção nos Paços do Concelho.

“Altezas reais, Coimbra será talvez o melhor lugar para viajar através dos tempos ao encontro da história de Portugal e da origem do Estado português”, disse o autarca. “Afonso Henriques, Santa Cruz e a Universidade de Coimbra são elementos-chave da nossa história enquanto país independente”, realçou.

O Grão Duque do Luxemburgo Henri destacou “o contributo importante” da comunidade portuguesa para o desenvolvimento económico, social e cultural daquele país. Refira-se que os portugueses residentes no grão-ducado representam, actualmente, 17 por cento da população total.

Em relação à cidade, ficou agradavelmente surpreendido pela forma como foi recebido, e pela oportunidade que teve de contactar com a história de Portugal e da Europa.

Encontro com alunos luxemburgueses

Já na Universidade de Coimbra, Henri e Maria Teresa foram recebidos pelo reitor. “É um dia grandioso e um motivo de orgulho suas altezas terem escolhido a UC como etapa final desta visita de Estado a Portugal”, afirmou Seabra Santos. Ao final da manhã, grão-duque do Luxemburgo proferiu uma conferência intitulada “Luxemburgo – Terra de imigração e acolhimento”, numa cerimónia na Biblioteca Joanina.

Antes de uma visita à incubadora de empresas do Instituto Pedro Nunes, para ficar a conhecer a história de sucesso da incubadora criada pela UC –considerada uma das melhores do mundo –, o casal grão-ducal encontrou-se com estudantes luxemburgueses que estudam na universidade, ao abrigo de programas de mobilidade.

Parceria entre universidades

A proximidade entre aquele país e a UC será reforçada este ano lectivo, com a entrada em funcionamento de um programa de formação comum às universidades de Coimbra e do Luxemburgo, na área da Engenharia Informática, que atribui um diploma comum com dois graus académicos: Bachelor en Informatique e licenciatura em Engenharia Informática.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*