Governo Civil aposta nas associações juvenis para a prevenção rodoviária

Posted by

O Governo Civil  de Coimbra está a envolver as associações juvenis no combate à sinistralidade rodoviária, adiantou este sábado João Reigota, adjunto do governador, Henrique Fernandes. O escalão etário entre os 19 e os 30 anos é aquele que mais contribui com vítimas mortais para os números negros das estradas portuguesas. Esta estatística levou o Governo Civil a solicitar o apoio das associações juvenis, através de parcerias para campanhas de sensibilização de segurança rodoviária. João Reigota falava no V Encontro de Associações Juvenis do Distrito de Coimbra, que decorre durante este o fim de semana na Figueira da Foz. Participam nesta edição cerca de 100 jovens de 22 associações. O diretor regional do Instituto Português da Juventude (IPJ) presidiu à sessão de abertura. “O associativismo juvenil é a maior escola de cidadania do país”, realçou Miguel Nascimento. Participaram ainda na cerimónia Carlos Monteiro, vice-presidente da Câmara da Figueira da Foz, David Pinto, presidente da Federação de Associações Juvenis do Distrito de Coimbra, entidade organizadora do encontro, e José Vaz, presidente da Federação Nacional de Associações Juvenis. (Mais informação na edição de segunda-feira, 27, no DIÁRIO AS BEIRAS).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*