A geminação que faltava ao casino da Figueira da Foz

Posted by

Colectividades em palco e casa cheia no Salão Caffé. Em tudo se assemelhava a mais uma noite de segunda-feira igual a todas aquelas que se têm vivido no Casino Figueira desde o dia 19 de Julho. Mas a cerimónia que abriu o evento não deixou margem para dúvidas. Terminou, por enquanto, a iniciativa “Noites da Figueira”, resultante da parceria entre o casino e a Associação de Colectividades do Concelho da Figueira da Foz (ACCFF).

Quando o palco se iluminou, na passada segunda-feira, 28 estandartes desfilaram no Salão Caffé, representando todas as colectividades que, ao longo das últimas semanas, actuaram naquele espaço. Sempre com entrada livre e para uma vasta plateia. E foram elas que receberam os maiores elogios e as palavras de maior gratidão. “São elas a verdadeira alma desta terra e desta gente”, enfatizou Domingos Silva, administrador da Sociedade Figueira Praia. Para além do público, que contribuiu para que as noites brilhassem ainda mais.

A razão de ser. A parceria foi ao encontro da “geminação” que faltava ao casino, referiu. Desde Janeiro de 2007, explicou, que o casino tem levado ao espaço, na sua maioria, figuras nacionais das mais diversas áreas. “Estávamos praticamente nos 100 por cento da língua portuguesa”, reconheceu. Porém, acrescentou, “valia a pena lutar para que a percentagem que faltava fosse cada vez mais pequena”.

E a luta continua. As “Noites da Figueira” regressam ao casino mais antigo da Península Ibérica a 18 de Julho de 2011. Mas, até lá, e uma vez que a parceria foi selada até 31 de Dezembro de 2015, o pano abre-se para outros dois eventos com periodicidade mensal. Estes vão dar oportunidade a que outras colectividades sejam protagonistas, ao mesmo tempo que dão forma ao “plano de estabilidade” desejado pela organização.

A 20 de Setembro arrancam os “Serões do Mondego”, que levarão ao espaço mais um rol de colectividades concelhias, assim como da Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego. E, a partir de Outubro, começa a subir ao palco do Salão Caffé o trabalho produzido noutros palcos da Figueira, com os espectáculos “Teatro ao Luar”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*