“Eu não tenho o ADN do dr. Marinho Pinto”

Posted by

Apontando a falta de orçamento e o “grave conflito institucional interno” como alguns dos principais problemas da Ordem dos Advogados, Luís Filipe Carvalho adiantou ao DIÁRIO AS BEIRAS que, se for eleito bastonário, vai “afastar as políticas” de Marinho Pinto. E arrumar a casa que, no seu entender, está “desmembrada e desmotivada”. O candidato falava à margem da apresentação do seu programa de candidatura, na Figueira da Foz, que teve lugar recentemente.

Para Luís Filipe Carvalho, Marinho Pinto é o presente. “As pessoas sabem com o que podem contar”, disse. E o que foi feito pelo atual bastonário, no seu entender, “desprestigiou a Ordem e a profissão”. Como tal, o que o seu programa propõe difere, por completo, dos ideais defendidos pelo bastonário. “Eu não tenho o ADN do dr. Marinho Pinto”, afirmou. Quanto a Fragoso Marques, Luís Filipe Carvalho considera-o o passado e não acredita que conseguirá “a regeneração da Ordem”.

 “A minha candidatura é a única com equipa e projeto”, afiança. E ao que se propõe Luís Filipe Carvalho? A adotar um conjunto de medidas estruturais e conjunturais, explica. Ou seja, imediatas e a longo prazo. Caso seja eleito, o candidato a bastonário garantiu ao DIÁRIO AS BEIRAS que, na primeira hipótese, elimina os exames de acesso dos licenciados de direito aos estágios. “No dia seguinte, poderão entrar em estágio”, afirma. Depois, começará a pôr em marcha medidas “a pensar na profissão daqui a 10 anos”. 

Antes porém, prometeu colocar no portal online da Ordem dos Advogados o programa a que se propôs e a respetiva calendarização. Para que o seu cumprimento, ou não, pode ser escrutinado. Dos alicerces que sustentam o seu programa de candidatura, Luís Filipe Carvalho destaca, em primeira linha, a defesa da profissão. “Regular a profissão internamente e defendê-la face ao exterior” é um objetivo primordial. 

Luís Filipe Carvalho é natural de Lisboa, onde exerce a sua atividade profissional. Os ex-bastonários Rogério Alves e Mário Raposo são alguns dos nomes que constam da sua lista de apoiantes. As eleições para a Ordem dos Advogados realizam-se em novembro.

One Comment

  1. Vai ser grave se um advogado da Figueira da Foz entrar na Ordem do Advogados.
    Se ja ha por la advogados (damos uma volta na Rua do Estendal) a viciar processos <<nao posso utilizar a palavra corrupçao>>,entao o que sera depois.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*