“É um estímulo e uma responsabilização”

Posted by

Foto de Carlos Jorge Monteiro

Foram várias as empresas e entidades distinguidas com medalhas de mérito turístico, na gala que o Turismo de Portugal (TP) realizou no Salão Caffé do Casino Figueira, segunda-feira à noite, 27. A cerimónia destinou-se a assinalar o Dia Mundial do Turismo.

O geoparque Naturtejo, inserido na rede mundial da Unesco, constituída por 53 geoparques, e o Casino Figueira foram as duas entidades regionais distinguidas. O geoparque recebeu a Medalha de Mérito Turístico 2010 em ouro e o casino a mesma distinção em prata. Jorge Armindo, presidente da administração da Sociedade Figueira Praia, recebeu a medalha das mãos do secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade.

“Se é verdade que representa o reconhecimento do trabalho desenvolvido ao longo de muitos anos por uma instituição centenária, é também um estímulo, uma responsabilização e um ato de fé na capacidade atual da empresa para continuar a desenvolver-se, contribuir para a comunidade e fazer futuro”, reagiu o administrador Domingos Silva, em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS.

Aquele responsável do casino rematou, frisando: “esta é a vertente que mais apreciamos e que não enjeitamos de maneira nenhuma”. O Casino Figueira obteve a primeira licença de jogo da Península Ibérica, em 1927. Por sua vez, o edifício soma 126 anos. Mais do que uma sala de jogos, o espaço é um centro multiusos onde convergem a cultura, a gastronomia, as tertúlias, as conferências, os debates e a confraternização. É o único operador do Centro, onde residem cerca de 10 por cento da população portuguesa. Detém ainda a única certificação de Qualidade e Segurança Alimentar da mesma região.

 As virtudes do Centro 

Antes de presidir a gala do Turismo de Portugal, Bernardo Trindade visitou o Núcleo Museológico do Sal da Figueira da Foz. No discurso proferido no casino, João Ataíde realçou as potencialidades “ímpares” turísticas da região Centro e da cidade. A autarquia figueirense, realçou o presidente, “tem procurado criar condições para que o investimento privado se centre em equipamentos hoteleiros de excelência ou num campo de golfe de considerável qualidade”.

O autarca exortou o secretário de Estado a apoiar a abertura da base aérea de Monte Real à aviação civil, para que o turismo do Centro possa empreender novos voos. Pedro Machado foi o anfitrião de Bernardo Trindade e de Luís Patrão (presidente do TP) na primeira gala do turismo realizada na região. O presidente do Turismo Centro de Portugal aludiu à diversidade da oferta regional, onde a biodiversidade é um fator catalisador de novos e ascendentes mercados.

 Setor em recuperação 

No discurso, Bernardo Trindade acentuou que, depois de um ano de 2009 “particularmente difícil”, 2010 “pode ser o ano de uma reviravolta”. Antes, aos jornalistas, salientara que nos primeiros meses de 2010 o turismo “mostra um país com uma notável capacidade de recuperação”.

Em julho, revelou, as receitas subiram 8,4 por cento em relação ao mês homólogo de 2009. Naquele mesmo mês, pela primeira vez, o setor superou os 900 milhões de euros de receitas. “É um resultado muito positivo”, sublinhou. O titular do Turismo apontou ainda como exemplo a “ligeira melhoria” das receitas dos casinos. Neste segmento, o mês de agosto foi o melhor.

One Comment

  1. como portugues e sobre tudo como beirao fico orgulhoso por haver lido estas belas noticias,justamente nos devemos continuar a fazer investimentos util para um bom desenvolvimento da nossa rigiao.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*