Núcleo museológico nasce na Cordinhã

Posted by

Preservar a memória e identidade da freguesia estão na base da criação do Núcleo Museológico, Agrícola e Etnográfico.

A freguesia da Cordinhã, em Cantanhede, terá em breve uma Núcleo Museológico, Agrícola e Etnográfico, que servirá também para divulgar a história da localidade.

Os obras para a criação deste espaço estão orçadas em cerca de 80 mil euros e a Cãmara Municipal de Cantanhede, em reunião do executivo, aprovou por unanimidade a atribuição de um subsídio de 10 mil euros. Verba que será somada ao montante de sete mil euros que já havia sido disponibilizada em 24 de Abril de 2008.

O apoio surge tendo em conta que o edifício é uma infra-estrutura necessária ao desenvolvimento da freguesia de Cordinhã”. Além disso, pode ler-se na acta da reunião em que a o apoio foi aprovado, “é da competência dos órgãos municipais o planeamento, a gestão e a realização de investimentos públicos no património cultural, paisagístico e urbanístico do município”. Compete ainda à autarquia “apoiar ou comparticipar, pelos meios adequados, no apoio a actividades de interesse municipal, de natureza social, cultural, desportiva, recreativa ou outra”.

A câmara, por unanimidade deliberou atribuir um subsídio no montante de dez mil euros destinado a comparticipar as obras no edifício onde será criado um Núcleo Museológico Agrícola e Etnográfico da Freguesia de Cordinhã. Refira-se que situada a sete quilómetros da cidade de Cantanhede, a freguesia compõe-se de quatro lugares principais: Cordinhã, Ourentela, Azenha e Arnosela. A freguesia é sobretudo agrícola. Para dará conhecer a evolução da localidade o executivo da junta de freguesia decidiu criar, no edifício da escola primária, este novo espaço.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*