Museu reabre com entradas pagas

O Museu de Aveiro vai recomeçar a cobrar entradas a partir de amanhã, depois de ter resolvido o problema da falta de vigilantes, disse à Lusa a directora deste espaço museológico.

O museu – antigo Convento de Jesus onde se acolheu a princesa Santa Joana – não estava a cobrar entradas desde que reabriu ao público em dezembro de 2008, depois de ter sido sujeito a obras de remodelação e ampliação.

“Já há algum tempo que tínhamos condições físicas para começar a cobrar os bilhetes, porque temos a exposição permanente aberta ao público e o circuito monumental também. Portanto, em termos de obras já não havia nada que impedisse a cobrança das entradas”, adiantou a diretora do museu, Ana Margarida Ferreira.

Segundo a responsável, o problema estava na falta de vigilantes, tendo em conta que houve algumas pessoas que, entretanto, se reformaram.

“Só agora, com o apoio do Instituto de Emprego e Formação Profissional, conseguimos um reforço de vigilância, que vai começar terça feira, e, portanto, passaremos a cobrar os bilhetes”, adiantou.

O preço do ingresso normal será de quatro euros e haverá descontos para pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, portadores de deficiência e portadores de Cartão Jovem.

Ana Margarida Ferreira referiu ainda que o museu começa aos poucos a retomar a normalidade, depois das obras, mas salientou que “ainda há muitos passos a dar”.

“A seguir a uma obra desta dimensão, há muita coisa para pôr em ordem nesta casa, ao nível da gestão de coleções e de espaços”, observou.

Segundo a diretora, atualmente existem ainda três salas monográficas para abrir ao público, que fazem parte da exposição permanente: a sala da ourivesaria, a dos têxteis e o ‘scriptorium’, que tem os documentos antigos do convento.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*