De Mira para todo o mundo

Posted by

Quem passeia pela Green Street, no Soho (Nova Iorque), e olha para a montra da loja de mobiliário De La Espada, não saberá que tudo o que ali está exposto é “Made in Portugal”. Mais concretamente, é feito numa unidade fabril da Lentisqueira, concelho de Mira.

O projecto De La Espada nasceu em meados dos anos 90. Nessa altura, Luís Oliveira e Fátima De La Espada abriram uma loja de mobiliário contemporâneo em Londres, sob a marca “De La Espada”. A aposta na qualidade valeram- lhes o sucesso, de tal forma que ao fim de quase 15 anos a marca já dispõe de lojas oficiais em Londres e Nova Iorque e tem expostos os seus produtos em mais de 60 postos de venda de todo o mundo.

Para além da qualidade, o segredo do sucesso passa pela associação a designers de renome mundial. Basta visitar o sítio da internet da marca (www.delaespada.com) para vermos nomes como a empresa turca Autoban ou várias peças concebidas pelo ateliê japonês Leif.design-park e outras desenhadas por Matthew Hilton, um dos mais reputados designers britânicos.

A consequência directa é o crescimento anual do volume de negócios da empresa em valores que rondam os 20 a 30 por cento. Feito em madeira de nogueira e carvalho, o mobiliário da marca De La Espada é todo produzido nas antigas instalações da Brasão. Apesar da marca ainda existir a nível nacional, o que é certo é que com a entrada no capital social de Luís Oliveira, formado em Engenharia Civil pelo Imperial College de Londres, e do irmão Miguel, de 33 anos, formado em Economia pelo University College de Londres, a Brasão – Indústria e Comércio de Mobiliário SA passasse a ser chamada de Brasão De La Espada – Design Produção e Comercialização de Mobiliário SA. Ou seja, mais de 90 por cento da sua produção passou a ser totalmente dirigida para o estrangeiro.

Na página da internet do AICEP, o administrador Miguel Oliveira explica as razões da aposta na unidade de Mira. “A produção da Brasão tinha um estilo muito clássico, que foi perdendo procura, e nós reorientámos a linha com um design moderno”, refere. Neste momento, empregam 50 pessoas, 40 das quais em Portugal, e o volume de negócios em 2009 cifrou-se nos quatro milhões de euros.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*