Jorge Palma no Festival Altitudes

Posted by

Foto Luís Carregã

O teatro estará, naturalmente, muito bem representado. Mas o Festival Altitudes faz-se de cruzamentos artísticos. Jorge Palma canta, a 18 de Agosto, em Campo Benfeito.

Certo como os dias quentes de Verão, mais frescos nas noites altas da Serra do Montemuro, o Festival Altitudes chega dentro de uma semana.

Do programa, a garantir a qualidade habitual e os cruzamentos artísticos que são uma das especialidades do grupo anfitrião, há a destacar as Marionetas do Porto, os espanhóis Yllana, Palmilha Dentada, Baal 17, Peripécia, Chapitô, Circolando e Natural Theatre Company. Mas ainda a Companhia Paulo Ribeiro, Angel Fragua e Ricardo Rocha, Virgem Suta e Jorge Palma.

A decorrer entre 14 e 22 de Agosto, em Campo Benfeito, Castro Daire, o 13.º Festival Altitudes é, uma vez mais, iniciativa do Teatro Regional da Serra do Montemuro. E será no “ambiente único” da serra que, durante nove dias, se fará um encontro feliz com o teatro, a dança e a música.

Para conseguir a programação diversificada que tem levado à serra sempre mais e o público fiel – como afirmam os responsáveis pelo Teatro do Montemuro –, estão, uma vez mais, os ingredientes indispensáveis: inovação, qualidade artística e transdiciplinaridade dos projectos.

Desta vez, a música irá acontecer com as prestações de Jorge Palma, dos Virgem Suta e da Fanfarra Kaustica.

Quanto ao teatro, irão rumar à serra seis companhias nacionais e duas estrangeiras (Inglaterra e Espanha). A companhia de dança Paulo Ribeiro apresentará a sua “Noite de Reis” e os mais pequenos podem contar com os projectos do Baal 17 e da Companhia do Chapitô.

Durante todo o festival, como é já hábito, a formação ficará a cargo do actor Angel Fragua e do músico Ricardo Rocha, com “Altitudes em movimento”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*