Animação para todos em Montemor-o-Velho

Posted by

várias novidades da edição deste ano das Festas de Montemor-o-Velho. O orçamento apresenta uma redução de cerca de 14 por cento, ronda os 200 mil euros, e os dias de festa também diminuem. Apesar disso, e de acordo com a vereadora da autarquia de Montemor-o-Velho, Alexandra Ferreira, “há a manutenção da atractividade”.

Com a participação do tecido associativo esta feira, segundo Alexandra Ferreira, será “pautada pela coesão e partilha entre as associações” e terá, no recinto existente na vila, vários locais inteiramente dedicados às várias colectividades.

Ao nível da animação (ver programa) houve um cuidado, por parte da autarquia, em torná-lo “dirigido a todas as faixas etárias” e, por isso, são certas as actuações de Tony Carreira e Xutos&Pontapés. “Embora sejam artistas de cachet elevado garantem retorno”, salientou a vereadora na apresentação das festas.

Há “dois pilares fundamentais” que se associam à animação, nomeadamente a cultura e o desporto. No caso específico da cultura conitnuam a decorrer as celebrações dos 500 anos de Fernão Mendes, com diversas iniciativas previstas e relacionadas com estas comemorações.

Ao nível do desporto e na opinião da vereadora “abre-se com esta feira uma porta para algo que vai colocar Montemor no mapa europeu que é o Campeonato Europeu de Remo”.

Este ano à mostra das associações, das freguesias, do tecido empresarial, associa-se um elaborado programa desportivo, cultural, etnográfico e gastronómico, dando a conhecer o concelho. Cultura e desporto são, assim, as linhas programáticas que funcionam como um condutor de toda a programação das Festas’10.

E, não será certamente pela diminuição em 14 por cento do orçamento que a feira será menor, pois Alexandra Ferreira destacou que “é esperado um grande certame”.

Pedro Macho, vereador da autarquia montemorense, salientou que as festas são dedicadas “à memória e identidade” e que Montemor-o-Velho quer “destacar e distinguir personalidades”. Quer igualmente que o concelho se afirme “no conjunto regional através das raízes”.

Raízes que também passam pelas tradições do Baixo Mondego e que permitirão “projectar Montemor-o-Velho naquilo que é a sua génese”, afirmou Pedro Machado.

Depois de no ano passado terem passado cerca de 50 mil pessoas pelo recinto da feira este ano a expectativa também é elevada, apesar de haver uma diminuição do número de dias. Para os responsáveis da autarquia é igualmente importante que os visitantes fiquem mais do que um dia no concelho e que o fiquem a conhecer melhor.

2 Comments

  1. Graça Pires Rosa says:

    São sempre umas festas muito bonitas. Lá estarei em mais um ano para assistir ao concerto do meu ídolo – Tony Carreira.
    Bem-haja a todos quantos tornam possível este grandioso evento.
    Sucesso é o que desejo.
    Beijinhos
    Graça

  2. Tony Carreira, o ídolo de pés de barro. Não percebo como é que com tanta caça à pirataria este senhor ainda continua a traduzir músicas de outros e a apresentá-las como se fossem suas.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*