San’tiago comemora São Tiago

Um extraordinário concerto de música ocorreu, no sábado, em Eiras, no Largo da Igreja, integrado no dia da freguesia e comemorativo do décimo aniversário da criação do Grupo “San´tiago-Sons da Alma”, sedeado naquele território do concelho de Coimbra. Um concerto que fica memorável, quer pela qualidade do programa executado, quer pelos protagonistas (maestros e músicos), quer pela assinalável assistência.

Assistimos, por convite dos presidentes da junta e do grupo, ao serão cultural e ficámos encantados com o espectáculo e, em especial, com o Grupo. Acompanhamos, desde há nove anos, o percurso deste, hoje, prestigiado conjunto musical, detentor, já, de um invejável currículo, multiplicando as suas actuações no País e no estrangeiro.

Ao longo destes anos fizemos justiça cultural e demos apoio (pela CMC) e estímulo pessoal aos fundadores e músicos para que vencessem os “Velhos do Restelo”, aqueles que duvidavam da sua capacidade. E, paulatinamente, o grupo alcandorou-se a lugar de relevo no contexto do património musical do município conimbricense. Um grupo que tem no timoneiro, Victor Rodrigues, e nos filhos Victor Hugo e João Cristóvão a trave mestra, um trio que sustentou o sonho e alcançou a realidade, aliando o saber à modernização tecnológica.

Neste entendimento, manifestamos a nossa alegria pela festa do aniversário, pois a actividade do grupo insere-se na iniciativa programática que criámos em 2002 sob o título “Viver com a Cultura, Périplo pelas Freguesias”, que proporcionou levar a cultura às freguesias de fora da cidade, minguadas de muitas actividades que aconteciam na sede concelhia, e que fez despertar talentos e entusiasmos de jovens e adultos, que se valorizaram a si próprios e engrandeceram a sua terra e a sua freguesia. Os resultados, positivos, somaram a revitalização do teatro, o nascimento de conjuntos musicais, a activação de coros, o despertar do interesse pela arqueologia e história, a descoberta de riquezas culturais “escondidas” e o patrocínio de obras monográficas que constituem, actualmente, o emblema histórico e identificador de algumas freguesias. Por sua vez, imprimiu-se maior dinamismo às bibliotecas com a efectividade do plano nacional de leitura, a que aderimos, programando actividades para crianças e sensibilizando os munícipes para a salvaguarda da herança cultural.

Ora, o grupo “San´tiago-Sons da Alma” foi, como referimos, uma das instituições acarinhadas, quando procurava incentivos para progredir. E, no sábado, na comemoração dos dez anos de vida, testemunhou esse apoio com elevada nobreza musical e cultural, activada no talento dos músicos da Associação e coadjuvada pelo prestígio dos seus convidados especiais (maestros Augusto Mesquita e Avelino Correia), a par dos bailarinos (Rui e Joana, Hélio e Sónia) e dos restantes participantes que concertaram um fabuloso espectáculo, que abraçou diferentes géneros musicais, em que a Canção de Coimbra, a música clássica e a contemporânea, acompanharam as baladas do Zeca Afonso e os eternos tangos e valsas dos consagrados compositores mundiais.

O Grupo “San´tiago” mostrou que a música é sempre uma fonte de diálogo, pois tem o poder de colocar o público e os músicos em sintonia, tornando-se emocionante, bela, mágica e inexplicável pela essência da sua incontrolável interiorização no ego humano. Por isso, a música e a cultura são, desde sempre, os valores mais importantes para o diálogo entre os povos. Tanto a música como a cultura, em geral, possuem uma dimensão ética que as torna no motor da identidade, na diversidade das civilizações. O Grupo “San´tiago” honra a música, a sua paixão, e “entrega-a”maravilhosamente executada ao destinatário e seu receptor, o homem.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*