Festas de Pedrogão

Posted by

Há cerca de uma década que o Município de Pedrógão Grande premeia, na cerimónia anual do Dia do Concelho, os melhores alunos dos diversos níveis de ensino.

A tradição repete-se amanhã, atribuindo a cada um deles 125 euros e um diploma de mérito. Num concelho onde é difícil fixar população, este prémio representa um estímulo para que os mais jovens (alunos do agrupamento e da escola profissional ETPZP) prossigam o seu esforço, atingindo novos patamares de escolaridade.

Este será, eventualmente o momento mais simbólico das cerimónias do feriado municipal de amanhã, que conta, por outro lado, com a presença do secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro. O membro do Governo será informado sobre a evolução da maior obra a decorrer no concelho: a variante a Vila Facaia que faz a ligação do Nó da Adega do IC8 a Vila Facaia.

A empreitada é co-financiada pelo QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) e por um contrato-programa assinado com a Secretaria de Estado da Administração Local. Foi adjudicada por cerca de um milhão de euros, a que se juntam 250 mil euros das expropriações dos terrenos.

Numa perspectiva cultural, a ocasião será aproveitada para lançar o livro “Pedrogão Grande, um passado com história” onde são recuperadas diversas imagens deste território, num trabalho que contou com a colaboração do Arquivo Municipal e de diversos particulares.

Amanhã à noite Luís Represas sobe ao palco para o maior concerto do programa de quatro dias de festa, a que se segue, no domingo, a actuação de Emanuel.

Todavia, as celebrações anuais já começaram ontem com a abertura da Expoarte 2010, onde estão presentes cerca de meia centena de artesãos. Os forasteiros são bem-vindos, convida o executivo camarário, que disponibiliza o o moderno Centro de Interpretação Turística (CIT) para todas as informações necessárias.

Esta valência surpreende pela disponibilização de tecnologia digital e interactiva desenvolvida pela Ydreams onde pode podem ser consultados diversos conteúdos sobre a região. Os equipamentos instalados passam pelo “Magic book” e “Tangitable” onde, com um simples toque, ou nem isso, o turista selecciona a rota que pretende seguir à descoberta de paisagens, aldeias de xisto ou margens de riachos e albufeiras.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*